Inter encara Boca (Foto: SC Internacional)

O Inter encara nesta quarta-feira (9), às 21h30 (horário de Brasília), o Boca Juniors pelo 2º jogo das oitavas de final da Copa Libertadores da América 2020. Como resultado, na Argentina o time gaúcho precisa ganhar para se manter vivo na competição.

Inegavelmente esta partida será histórica. O Internacional conta com a volta do técnico Abel Braga, que estava ausente nos últimos jogos por conta da Covid-19. Também, o Colorado conta com a volta de Abel Hernández e Moisés, ambos lesionados. Outros jogadores importantes que ficam à disposição, são Edenílson e Danilo Fernandes, que também haviam testado positivo para o exame de Coronavírus.

Desde 2008 que Inter e Boca não se enfrentam na La Bombobera. Naquela oportunidade, o colorado conseguiu a façanha de vencer os argentinos dentro de casa pelo placar de 2 x 1,  pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. Entretanto, os Xeneizes foram eliminados apenas quatro vezes sendo o mandante do jogo pela Libertadores.

Em suma, são sete confrontos entre o time brasileiro e o argentino. Três vitórias para cada lado e um empate. Contudo, a última vez que o Boca perdeu na Libertadores, por um saldo de 2 gols de diferença, foi em 2018 contra o Palmeiras.

Com o intuito de vencer na Argentina, o provável Inter para encarar o Boca Juniors tem: Marcelo Lomba; Rodinei, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick e D'Alessandro; Thiago Galhardo e Yuri Alberto.

 

Foto: Divulgação / Ricardo Duarte / Internacional

Andrei Severo
Sou um jornalista em formação e estudo na Universidade Luterana do Brasil. Sempre tive facilidade em me comunicar com as pessoas e minha maior paixão é o futebol. Logo cedo, percebi que quando meus cromossomos se uniram, não me abençoaram muito com o dom da bola nos pés. Foi então, unindo o útil ao agradável, que logo cedo descobri que gostaria de viver do jornalismo esportivo e trabalhando com o mundo da bola. Hoje, participo de um podcast chamado “Na Resenha” e tento equilibrar a informação com uma pitada de corneta e bom humor. Afinal, é isso que faz o futebol ser o esporte mais apaixonante do mundo. Eu sou Andrei Severo, e é um prazer que você esteja acompanhando o que escrevo.

Artigos Relacionados