Sem Igor Gomes, como deve ser o meio-campo do São Paulo?

- Jogador está sendo muito assediado pelo futebol espanhol e deve ser negociado após pandemia
Igor Gomes (Reprodução/Dani Arruda)

Mesmo com a pandemia causada pela Covid-19, alguns clubes já começam a se movimentar no mercado da bola e alguns rumores ganham força. Assim, um dos “prejudicados” com o assédio europeu será o São Paulo, visto que o jovem meia Igor Gomes está sendo cotado para defender alguns clubes espanhóis, como Sevilla, Barcelona e Real Madrid. Como resultado, em caso de saída do camisa 26 Tricolor, quem deveria substitui-lo no meio-campo de Fernando Diniz?

Dispensa leitura? Veja o vídeo!

Neste post, sugiro três alternativas que estão dentro do elenco, visto que membros próximos e inclusive a própria diretoria deixa escancarado que falta recursos para reforçar o plantel. Além disso, não considero o ídolo Hernanes como uma opção, pois o camisa 15 há tempos é colocado nesta função e não consegue desempenhar um bom futebol, portanto, deve ser testado de outra forma, mas este assunto será debatido posteriormente.

LIZIERO

Sai Igor, entra Igor. A troca mais simples e óbvia, seria a promoção de Liziero a equipe titular, por ter algumas características parecidas com o seu xará do meio-campo. O camisa 14 da uma dinâmica interessante na meia, com boa versatilidade, passes curtos e dando ritmo as jogadas. Todavia, precisa melhorar um pouco mais na marcação, reter um pouco menos a bola em algumas oportunidades e vencer as séries de lesões que atrapalham a sua evolução.

GABRIEL SARA

Depois de Igor Gomes, é o jogador mais talentoso dos jovens da base na posição de meia (outro admirável é Edcarlos, do sub-20). Em termos de posicionamento, o jogador é bem parecido com o camisa 26, sendo que já atuou também como segundo volante na curta carreira. Subiu ano passado, disputou poucas partidas, mas foi um grande destaque na vitória diante o CSA na última rodada do Brasileirão do ano passado. Alto, bom passe, boa finalização e um jogador moderno, com o vai e volta muito fácil. Assim, seria a melhor opção, mesmo que arriscada devido a pouca experiência e a ausência por lesão no início da temporada.

EVERTON

Este pode ser uma invenção, mas uma bela sacana no “Dinizismo”. Além disso, o jogador foi comprado do Flamengo em 2018 por um valor elevado e correspondeu no primeiro momento. Contudo, as lesões o fizeram ser um mau custo benefício, então precisa mostrar serviço. Como resultado, poderia ser uma troca envolvente no lado esquerdo, com ele e Vitor Bueno revesando velocidade e bons passes para gol (Vitor cresceu nas assistências nesta temporada). Assim, Everton poderia alternar funções com o camisa 12, sendo hora terceiro homem do meio-campo, hora o jogador aberto pela esquerda.

Foto Destaque: Reprodução/Dani Arruda

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente.Obs: 3 x 0 não é goleada
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados

Topo