Parabéns, Claudinho! Um dos destaques do Brasileirão completa 24 anos (Foto Destaque: Divulgação/Bragantino)

Nesta quinta-feira (28), a coluna Parabéns ao Craque homenageia Claudinho, o craque da Série B do Campeonato Brasileiro 2019. Assim, o meia é artilheiro e um dos candidatos a melhor jogador da elite do nacional de 2020. Entretanto, para chegar até onde chegou, Cláudio Luiz Rodrigues teve de “ralar”.

INÍCIO SEM GRANDES OPORTUNIDADES

Nascido em São Vicente, Claudinho tinha o sonho de todo menino: ser jogador de futebol. Assim, na baixada santista, o garoto iniciou sua carreira no Santos. Entretanto, sem grandes aparições, o meia se transferiu ao Corinthians, em 2015. Assim, no mesmo ano, o atleta apareceu no profissional do clube. Dessa maneira, conquistou o título brasileiro, mesmo sem entrar em campo.

Em 2016, Cláudio disputou a Copa São Paulo pelo Alvinegro. Assim, foi um dos destaques da equipe, juntamente com Pedrinho e Maycon, na semifinal diante do Cruzeiro. Dessa forma, diante de uma Arena Itaquera lotada, o meia marcou um lindo gol de cobertura e classificou o clube à final do torneio.

No mesmo ano, teve sua oportunidade e estreou pelo profissional do Timão. Assim, disputou apenas uma partida. Após sua estreia, o meia foi esquecido pelo clube e chegou a ficar encostado. Dessa maneira, percebendo que seu futuro não seria no Corinthians, Claudinho buscou novos ares.

https://twitter.com/FTalentScout/status/1353873289832255489?s=20

EMPRÉSTIMOS SEM SUCESSO

No mesmo ano, o Bragantino se interessou e contratou o atleta por empréstimo. Em sua primeira passagem pelo Massa Bruta, o jogador iniciou de vez sua carreira como profissional. Assim, pelo clube de Bragança Paulista, Claudinho disputou 20 jogos. Entre eles, Paulistão, Copa do Brasil e Série B. Dessa forma, o meia obteve bons minutos em campo, entretanto não balançou as redes.

Sem sua permanência garantida, o meia arrumou suas malas rumo ao ABC paulista. Desta vez, para defender as cores do Santo André. Pelo Ramalhão, Claudinho disputou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil. Ao todo, foram 17 partidas, marcando quatro gols. Assim, balançando as redes pelas primeiras vezes na carreira.

Pós Paulistão, o meia seguiu para respirar novos ares, tendo a Ponte Preta como seu destino. Claudinho não obteve brilho em sua passagem pela Macaca e deixou o clube.

2018, O INÍCIO DE UMA HISTÓRIA

Após sua passagem pelo clube de Campinas, o meia chamou atenção do então Red Bull Brasil. Dessa forma, a equipe do interior paulista negociou com o Corinthians e adquiriu os direitos do atleta. Assim, Claudinho fez parte da campanha do Red Bull no Campeonato Paulista de 2018, marcando um gol. Entretanto, após o término do torneio, o jogador foi emprestado ao Oeste, para a disputa da Série B do Brasileirão, sem sucesso.

Após mais uma passagem seu brilho por empréstimo, o meia retornou ao RB para construir uma grande história. Assim, após a fusão de Red Bull Brasil e Bragantino, Claudinho virou o craque do clube. Desse modo, sob o comando de Antônio Carlos Zago, o meia foi o nome do Massa Bruta em 2019. Dessa maneira, camisa 10 da equipe, o atleta foi considerado o craque da Série B do ano. Ao todo, foram oito gols em 34 jogos. Diante disso, ajudou seu companheiros a retornar à elite do nacional.

TEMPORADA 2020/21, A MELHOR DA CARREIRA DE CLAUDINHO

2020 não iniciou da maneira que Claudinho esperava. Após um ano excepcional pelo Bragantino, o meia esperava mais uma temporada de sucesso. Entretanto, o atleta não conseguia atingir o alto nível apresentado em 2019. Assim, após o mau início do Massa Bruta e com diversas mudanças de técnico, o jogador sentiu e chegou a ser reserva.

Mas, a história mudou após a chegada de Maurício Barbieri. O técnico bancou a volta de Claudinho ao time titular e a partir daí o meia despontou no Brasileirão. O jogador é um dos grandes nomes da competição. Sendo assim, é o artilheiro do torneio, com 16 gols em 29 partidas. Além disso, o atleta se tornou o maior goleador do Bragantino em uma edição de Campeonato Brasileiro. Diante disso, superou o atacante Kelly, que balançou as redes 11 vezes no torneio de 1995.

CLUBES DE OLHO…

Sendo o destaque da Série A, Claudinho desperta interesse de grandes clubes do cenário brasileiro, como Flamengo, Atlético-MG e Grêmio. Aliás, o meia expôs uma conversa sua com Renato Portaluppi, técnico do Imortal.

Renato perguntou a minha situação no clube, se eu queria trabalhar com ele no Grêmio, que seria muito bom pra mim. Um ex-atleta que ganhou tudo, um treinador que ganhou tudo, seria um prazer enorme trabalhar com ele também“, disse o atleta.

VIDA LONGA A CLAUDINHO!

Sabemos que Claudinho ainda é novo no mundo do futebol. Mas a capacidade do jogador com a bola no pé encanta a todos os amantes do futebol brasileiro. Assim, 99,9% dos amantes da bola consideram o meia como uma das grandes joias do nosso país. Sendo assim, um dia podemos ver o atleta defendendo as cores da Seleção Brasileira.

Foto Destaque: Divulgação/Bragantino

Bruno Reis
Prazer! Sou Bruno Reis, de Santo André, ABC paulista. Desde 2001 vivo, choro e sorrio por futebol. Costumo dizer que este esporte nunca será qualquer um, ele muda e transforma vidas, como fez com a minha. Próximo do término do ensino médio, me senti perdido, me perguntava qual seria meu rumo a partir dali. Apesar de não ter dado certo dentro de campo, percebi que tinha chegado a hora de viver do futebol fora dos gramados, como jornalista. Hoje não me vejo longe dessa profissão, virou minha paixão. O que mais amo fazer é escrever e viver dele com todas as minhas forças.

Artigos Relacionados