Gustavo Silva relembra estreia oficial com a camisa do Corinthians em uma competição oficial

O atacante Gustavo Silva, que definitivamente conquistou a confiança do técnico Vagner Mancini, fez sua estreia em competição oficial com a camisa do Corinthians há dois anos, exatamente no dia 20 de janeiro de 2019 no empate em 1 a 1 contra o São Caetano pelo Campeonato Paulista.

O jogador relembra esse momento com muita alegria.

“Para mim foi um jogo especial, onde joguei pela primeira vez com essa camisa tão maravilhosa, em uma competição
importante. Fico muito feliz em trazer à memória esse tipo de marca. Espero poder jogar ainda mais por aqui e trazer alegrias para o nosso torcedor”, comemora Gustavo.

“Ainda quero conquistar muitos títulos por aqui, e dar continuidade no trabalho e agradecer a oportunidade que o professor Mancini está me dando. Quero corresponder dentro de campo jogando bem e ajudar o time a sair com as vitórias que precisamos”, completa.

O camisa 19 foi contratado pelo Timão no final de 2018, porém, sua estreia só aconteceu no ano seguinte. Foi considerado uma das maiores promessas do Coritiba dos últimos anos, mas nunca jogou pelo profissional do clube do Paraná.

Com algumas atuações no Campeonato Paulista de 2019, o atleta foi emprestado ao Vila Nova-GO para ganhar experiência. Ainda passou por Oeste e Paraná antes de retornar ao alvinegro de Parque São Jorge, em agosto de 2020, a pedido de Tiago Nunes.

No Corinthians, Gustavo atuou em 25 jogos e marcou dois gols. Nessa temporada, o jogador já entrou em campo em 19 oportunidades. O Timão, que tem 100% dos direitos econômicos do atacante, renovou recentemente seu contrato com o atleta até o fim de 2023.

Foto Destaque: Rodrigo Coca/Agência Corinthians 

Avatar
Gabriel Ricardo
Instagram: @gabriel_ricardo77 Meu nome é Gabriel, sou estudante de jornalismo pela UNIP. Fascinado por esportes, futebol principamente, e fã da resenha e dos debates, percebi desde cedo que jornalismo seria o caminho que eu iria trilhar. Com o amor pelo futebol e vivência na arquibancada, vi e sinto na pele que o futebol é muito mais que 11 contra 11. E é essa mensagem que tentarei transmitir a todos enquanto me for possível.

Artigos Relacionados