Guia do Carioca 2016

O Cariocão 2016 tem início nesse sábado (30/01) e promete briga acirrada pelo título, afinal, nas últimas 4 edições, os quatros grandes do Rio de Janeiro tomaram conta de uma edição cada, mostrando equilíbrio. Mas no momento, o campeonato é marcado por rachas políticos. As brigas políticas estão em pauta desde 2015, na qual a dupla Fla-Flu se opõem a FERJ por ações em que a federação visa a prejudicar a dupla, indo contra todas as ideias de melhorias ao futebol de Flamengo e Fluminense, isso claro, nos olhares dos dirigentes das duas equipes. A dupla Fla-Flu está jogando a Primeira Liga a contra gosto e sob ameaças da FERJ, o que veremos é muita polêmica ate o final da competição.

Outro desafio para o Campeonato Carioca 2016 é de não contar com Maracanã e o Nílton Santos (Engenhão) para a disputa do torneio. Os estádios estão reservados para as Olímpiadas que acontecem em Agosto. Quem mais pode se beneficiar com isso é o Vasco, que terá o São Januário para os jogos como mandante. Botafogo também deverá jogar por São Januário, enquanto o Fluminense mandará os jogos em Volta Redonda e o Flamengo no Édson Passos. Os clássicos ainda não tem definição de local, mas provavelmente será longe da capital.

Entre os campeões, o Flamengo lidera com 33 títulos, seguido por Fluminense (31), Vasco (23) e Botafogo (20), além de América (7), Bangu (2), Paissandu (1) e São Cristóvão (1).

  • Regulamento: A FERJ novamente mudou o regulamento do Campeonato Carioca, o que deixará muito torcedor confuso por ai. A primeira fase terá dois grupos, os confrontos serão cruzados, então os times não enfrentarão as equipes do seu grupo, e sim os adversários que estão no outro grupo em turno único, assim o Grupo A enfrentará os times do Grupo B. Os 4 últimos disputarão o Grupo D. Os dois piores do Grupo D serão rebaixados. Enquanto os 4 primeiros do Grupos A e B avançam para disputar a Taça Guanabara (Grupo C), nela todos jogarão contra todos em turno único e o 1º colocado do Grupo C se tornará o Campeão da Taça Guanabara. O 5º e o 6º do Grupo C jogarão as semifinais da Copa Rio junto com o 1º e 2º do Grupo D. Já os 4 primeiros do Grupo C disputarão a semifinal em jogo único e a final em 2 jogos para determinar o Campeão Carioca no dia 08/05.
  • América-RJ: Um dos clubes mais charmosos volta a elite Carioca após 5 anos. O América, campeão Carioca 7 vezes, subiu como campeão da segundona e manteve a base do elenco. Sempre com o time, a torcida rubra trará mais alegria e festa ao campeonato. Os jogadores de destaque são o goleiro Felipe, o zagueiro Fabio Braz, o meia Accioli e o atacante Jean, ex-Flamengo e Vasco, que já fez muito sucesso no estadual do Rio de Janeiro. Outra esperança é o argentino que chegou para a disputa do torneio, Matías Sosa. Opinião: O América deve ser um Figurante na competição e disputar o grupo D, com sorte pode estar nas semifinais da Taça Rio.
  • Bangu: Também tradicional no cenário Carioca, o clube tem 2 títulos estaduais, um vice-campeonato Brasileiro e já disputou a Libertadores. O Bangu teve boa campanha no ano passado, ficando em 8º colocado, mas nem por isso manteve seu elenco, dispensando grande parte. Ficaram alguns destaques como Ives e Magno, além de contar com a volta de Almir, que esteve no Flamengo por empréstimo. O clube trouxe 12 reforços, entre eles Magnum, que jogou a última edição pelo Volta Redonda e Artur Sanchez, ex-Flamengo. Opinião: Mais certo é que o Bangu dispute o Grupo D após a primeira fase.
  • Boavista: O time de Saquarema, é conhecido nos últimos anos por levar a campo times competitivos que assustam os grandes. Após a temporada ruim em 2015, a diretoria contratou muito. Um total de 15 caras novas, algumas já conhecidas pelos cariocas, como o goleiro Milton Raphael, ex-Botafogo, Frauches, ex-Flamengo, e Leandrão, ex-Vasco. Opinião: O Boavista pode surpreender e brigar pela 3ª e 4ª vaga do Grupo A com Resende e Macaé.
  • Bonsucesso: O Cesso chega a terceira temporada consecutiva na elite carioca. Desde que voltou nunca incomodou muito, mas sempre conseguiu se manter com tranquilidade. O planejamento para 2016 é exatamente esse, continuar na primeira divisão para 2017. Para isso o clube apostou em jovens jogadores e atletas poucos conhecidos. Opinião: O Bonsucesso deve lutar contra o rebaixamento nessa temporada.
  • Botafogo: Após ser vice-campeão em 2015 com um grupo muito reformulado, usando destaques da Serie B, o glorioso aposta para 2016 em jovens da base e estrangeiros desconhecidos. Sem um patrocínio máster a tempos, o clube não está com vida fácil financeira, por isso opta por aquisições mais básicas, porém pode dar certo. 17 jogadores saíram da temporada passada e 6 chegaram Joel Carli, Emerson Silva, Diogo Barbosa, Bruno Silva, Damian Lizio e “Yaca”. A diretoria ainda busca 1 lateral esquerdo e 2 atacantes para completar o elenco para a temporada. Ricardo Gomes é o treinador e o grande destaque da equipe continua sendo Jefferson. Opinião: O Botafogo é o grande menos cotado ao título, mas como futebol não é só lógica, pode sim sonhar com a glória máxima. No mínimo, estará nas semifinais da competição
  • Cabofriense: Após um péssimo ano de 2015, o time de Cabo Frio reformulou totalmente o elenco. Chegaram 21 jogadores para o técnico Eduardo Húngaro. Entre os novos reforços, chegaram Andrey, ex-Botafogo, Leandro Euzébio, ex-Fluminense, e Carlinhos, ex-Paysandu. Mas a grande esperança de ajudar a equipe fica por conta da base, pois foram integrados vários atletas, entre eles, o craque do time, o atacante Abner, que marcou 20 gols no Carioca de Juniores. Opinião: O Cabofriense deve lutar contra o rebaixamente e ser saco de pancada para os grandes na competição.
  • Flamengo: O rubro-negro manteve o mesmo elenco da temporada ruim de 2015, com Guerrero, Sheik, Alan Patrick, Cirino e Ederson. A principal troca aconteceu no banco de reservas, Muricy é o novo técnico do Flamengo e já trouxe mudanças no estilo de jogo, como a tentiva de maior posse de bola nos amistosos da pré-temporada e na vitória de 2×0 sobre o Galo pela Primeira Liga. Alguns reforços chegaram como Rodinei, Alex Muralha, Juan, Cuéllar, Arão, Chiquinho, Artur e Mancuello. O Flamengo também foi campeão da Copinha 2016 e pode aproveitar alguns jogadores daquele elenco no profissional, e com o Carioca e a Primeira Liga sendo disputados simultaneamente, a chance de minutos a mais para os jovens é grande. Opinião: O Flamengo junto com o Fluminense são os grandes candidatos ao título, larga um pouco atrás do rival, mas tem condições de superá-los em uma futura decisão.
  • Fluminense: O grande favorito ao título do Cariocão 2016 chega com confiança após o ano de 2015, que foi um pouco confuso para os torcedores. Mantendo a boa base de 2015 com Cavallieri, Marlon, Scarpa, Marcos Júnior e o craque Fred, o tricolor se reforçou com jogadores que chegam para serem titulares. Henrique e Diego Souza são os mais badalados pelo passado na Seleção, enquanto Richarlison chega do América-MG para ajudar Fred no ataque. Wellington Nem pode estar voltando ao clube. Gérson também volta por empréstimo de 6 meses e vai reforçar o elenco. Opinião: O Fluminense é o grande favorito ao título, por ter uma base sólida com Cavallieri, Henrique, Diego Souza e Fred, se manter tudo na linha e superar a dificuldade de jogar longe da capital, a equipe tem grandes chances de conquistar o campeonato estadual.
  • Friburguense: Mais um ano do Friburguense na elite carioca e nada mudou. O elenco desde sempre permanece o mesmo com seus jogadores históricos: Cadão, Sergio Gomes, Bidu e Ziquinha e forma a cada temporada novos jogadores, que poderão no futuro ser ídolos iguais aos quatro antes citado. O Friburguense essa temporada tenta ir mais longe e conquistar a vaga na Série D. Opinião: O Friburguense deve brigar pela vaga para o Grupo C, mas deve ficar pelo meio do caminho, clubes como Volta Redonda e Madureira estão mais preparados.
  • Macaé: O rebaixamento na última rodada da Série B do Brasileirão fez com que a diretoria macaense reformula-se o elenco. Apenas os jogadores chaves foram mantidos, como o zagueiro Thiago Cardoso, o meia Marquinho e o atacante Pipico. Para mudar completamente o elenco chegaram 15 reforços, ninguém de muito renome, mas com a tranquilidade de trabalhar longe da capital o clube pode ir longe. A comissão e os jogadores do Macaé espera avançar entre os quatro primeiros de seu grupo para disputar a Taça Guanabara. Opinião: O Macaé deve passar com tranquilidade para próxima fase e deve ficar por isso mesmo. O importante para a equipe é se preparar para a Serie C para conseguir voltar a jogar a Serie B em 2017.
  • Madureira: O ano de 2015 foi um tanto confuso para o tricolor suburbano. Tudo começou com o time sendo a sensação dos times pequenos do Carioca, disputando a vaga até o último jogo. Mas depois de não se classificar as semifinais, o desempenho do Madureira só caiu. O tricolor rebaixou da Série C para a Série D em campanha desastrosa e foi eliminado precocemente na Copa Rio. A lista de reforços do Madureira também conta com número grande, são 10, e os destaques são conhecidos pelos cariocas, o meio-campo Jefferson, emprestado pelo Vasco e o atacante Souza “Caveirão”, ex-Flamengo. Opinião: Deve avançar para a próxima fase entre os 4 primeiros do grupo B, mas também não deve assustar os grandes.
  • Portuguesa-RJ: Voltando a elite após 10 anos, a equipe tradicional da capital carioca vem pra ficar. Investindo em muitas contratações, a Lusa mescla os reforços com o belo time que jogou a segunda divisão e a Copa Rio, sendo vice nas duas. O time é muito rápido e faz muitos gols, não é por menos que os dirigentes fizeram esforço para manter a dupla de ataque Bruno Andrade e Allan, esse último artilheiro da segundona com 20 gols. Opinião: A Lusa brigará para avançar de fase, mas ainda está abaixo dos concorrentes. O ideal seria fazer uma boa competição e conseguir a manutenção do elenco para fazer uma boa competição em 2017.
  • Resende: O favorito entre os pequenos a tirar um dos grandes de uma vaga na grande semifinal vai pra cima após conquistar o Bi-campeonato da Copa Rio. O time do interior tem um elenco forte e bastante entrosado, afinal o Resende mantém seus jogadores a várias temporadas, o que melhora cada vez mais os resultados do clube. Os resultados vem em campo nos últimos anos, como em vaga em semifinais e decisões de turno além de títulos disputados entre times pequenos. O goleiro Arthur, o zagueiro Marcelinho, os laterais Kim e Muriel, os volantes Leo Silva e Iuri Pimentel e o meia Marcel estão acostumados a jogar juntos e esperam levar o Resende ao título da Taça Rio desse ano. Opinião: O time do interior é uns dos melhores times pequenos do Rio de Janeiro, deve brigar para tirar uma vaga dos grandes para as semifinais do Carioca. Ao menos terminará entre 5º e 6º e terá totais chances de levar a Taça Rio para casa.
  • Tigres: Antes apenas tratado como revelador de jogador ainda na base, o Tigres trás para temporada 2016 a novidade da parceria com o Corinthians. A parceria consiste em que o clube de Xerém receba jogadores recém-saídos da base corintiana e que não tem espaço no elenco principal e em troca o Tigres desenvolverá os jogadores para o clube paulista. Outra coisa curiosa é o que o Tigres teve que retirar o verde de seu escudo, substituindo por preto. Chegaram nessa parceria as contratações do goleiro Renan, do zagueiro Igor e do lateral-direito Lucão. Opinião: Brigará para avançar para o Grupo C. O sucesso dependerá muito dos jovens que chegaram por empréstimo.
  • Vasco da Gama: O jejum de títulos acabou, agora o Vasco se incomoda com os regulares rebaixamentos para Série B do Brasileirão. O cruzmaltino jogará em busca do bi-campeonato estadual, e tem a seu favor ser o único time a poder mandar os jogos dentro de seu próprio estádio, o São Januário. A vantagem de poder jogar sem se deslocar é ótimo para o Vasco, assim como a manutenção do elenco que fez boa campanha no segundo turno do Brasileirão, não evitando o rebaixamento. O time não usará o Carioca como teste para adequar o time para Série B, pois o time já é conhecido, então o Vasco vai atrás de mais um título. O time ainda procura um atacante. Dois reforços chegaram: Yago Pikachu e Marcelo Mattos. Opinião: No momento, o Vasco é o 3º time do Rio e vai correr por fora pelo título do Carioca, esperando a brecha da dupla Fla-Flu.
  • Volta Redonda: O Volta Redonda entrará no Carioca mais uma vez brigando pela vaga na Série D do Brasileirão. Equipe já consolidada na elite estadual, foi mal na última campanha do nacional sendo eliminada na primeira fase. Para ajudar nessa temporada, a equipe do interior trouxe Vinícius Pacheco, ex-Flamengo, e Lopes Tigrão, que já rodou em vários clubes do cenário nacional. A equipe ainda tem jogadores conhecidos pelo futebol carioca, como o goleiro Lucas Cetin, o atacante Tiago Amaral e o lateral Pedro Rosa. Opinião: O Voltaço deve avançar com tranquilidade na primeira fase e incomodará bastante os grandes, como sempre. Junto com o Resende, o Volta Redonda é um dos capazes de acabar tirando um grande de uma semifinal do Carioca. O título da Taça Rio é realidade para a equipe do Interior.

 Primeira Rodada:

30/01 – 17:00 – Portuguesa x Tigres; Bangu x Botafogo; Friburguense x Macaé;

               19:30 – Cabofriense x América; Flamengo x Boavista.

31/01 – 17:00 – Vasco x Madureira; Bonsucesso x Resende;

             19:30 – Volta Redonda x Fluminense.

Avatar

Sobre Paulo Arthur

Paulo Arthur já escreveu 18 posts nesse site..

Paulo Arthur Corrêa é louco por futebol e está toda semana no estádio para acompanhar de perto o esporte mais famoso do mundo. Tem 19 anos e mora no Rio de Janeiro. É colunista do Futebol na Veia, participante do programa Na Cara do Gol da Rádio Estácio-TJ e apaixonado pelo que faz. Em 2015 começou a cursar Jornalismo, iniciando o caminho para alcançar seu sonho de infância, que é trabalhar com esporte e transmitir valores e ideias para o público em geral.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Paulo Arthur
Paulo Arthur Corrêa é louco por futebol e está toda semana no estádio para acompanhar de perto o esporte mais famoso do mundo. Tem 19 anos e mora no Rio de Janeiro. É colunista do Futebol na Veia, participante do programa Na Cara do Gol da Rádio Estácio-TJ e apaixonado pelo que faz. Em 2015 começou a cursar Jornalismo, iniciando o caminho para alcançar seu sonho de infância, que é trabalhar com esporte e transmitir valores e ideias para o público em geral.

    Artigos Relacionados

    Topo