galo

Em suma, nas últimas semanas, o Galo Mineiro tem sofrido com julgamentos no STJD. Decerto, na semana passada, Cuca levou gancho de quatro partidas, com outra audiência em curso por conta do recurso. Agora, o time novamente estará nos tribunais.

Portanto, a bola da vez é o atraso para o início do jogo contra o América-MG, no dia 10 de julho. Decerto, o Atlético-MG foi acusado no artigo 206 do código de justiça desportiva:

“Art. 206. Dar causa ao atraso do início da realização de partida, prova ou equivalente, ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida, prova ou equivalente. (Redação dada pela Resolução CNE nº 29 de 2009)”.

Em suma, a CBF determina que o árbitro do jogo anote na súmula, se algum dos dois times atrasar. Decerto, no jogo contra o Coelho, Anderson Daronco era o árbitro principal e relatou dois minutos de atraso do time. A pena, se o Galo for condenado, é de R$ 100 à R$1 mil. Por outro lado, a situação que mais preocupa o time é o recurso de Cuca.

Decerto, pela movimentação do STJD, ainda não houve marcação da data de julgamento. O treinador ganhou efeito suspensivo e poderá voltar ao campo contra o Juventude, no fim de semana. Cuca cumpriu dois dos quatro jogos que foi suspenso e, caso seu recurso tenha resposta negativa, terá que cumprir os outros dois.

Foto destaque: Reprodução/Atlético-MG

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!