Gabigol - agente

Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, em seu canal no Youtube, Junior Pedroso, agente de Gabigol, conversou sobre vários assuntos na live. Mas um chamou mais atenção que os outros, o interesse de quatro europeus no craque do Flamengo, em janeiro deste ano. O empresário do jogador comentou que Schalke 04, Borussia Dortmound, West Ham e Chelsea queriam contar com o jogador. Entretanto, os Blues foram apenas um “flerte”, enquanto a dupla alemã e os Hammers realmente tinham interesse concreto em Gabriel Barbosa.

Projeto do Flamengo era tudo que Gabigol queria

Junior abriu o assunto comentando que “Gabriel estava em ótima forma, obviamente, chamou a atenção de muitos grandes clubes“. Mas, apesar da proposta do gigante Borussia Dortmound “O Flamengo era, com certeza, o melhor projeto para ele decolar na carreira dele. E, talvez, pensar em segundo momento na Europa”, afirmou Pedroso. Apesar do plano interessante do rubro-negro, a família também participou na decisão: “a decisão foi tomada por ele e pela família, mas a gente entendeu que era a melhor decisão a ser tomada”.

Finalizando o assunto, Junior também explicou o porquê da negociação ter se arrastado por tanto tempo “A negociação se estendeu um pouco porque o Gabriel preservou o direito de não tratar negociações em meio as competições”. Assim, ao final de janeiro, Gabigol enfim foi vendido em definitivo ao Flamengo, que pagou 16,5 milhões de euros para Inter de Milão.

A permanência, até o momento, valeu a pena

O inicio do ano de 2020, mostrou que essa temporada poderia seguir da mesma maneira que em 2019. Foram três títulos em apenas dois meses: a Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e a Taça Guanabara. Sendo quase nove milhões de reais em prêmios nessas competições. Em números individuais, Gabriel marcou 11 gols em 11 partidas neste ano. Ao todo, desde 2019, já são 69 jogos disputados, 54 tentos e 16 passes para gol.

Foto Destaque: Reprodução/Reuters/Sergio Moraes

Carlos Vinícius Amorim
Carlos Vinícius Amorim, 21 anos, atualmente cursando jornalismo pelo amor ao futebol, que se iniciou lá em 2005, com apenas seis anos de idade, já imaginam qual o clube né. Sempre se informando e informando aos outros, buscando referências e fontes. Como o jornalismo manda.

Artigos Relacionados