Flamengo x Fluminense – Fla-Flu das vinganças na semifinal do estadual

Não tem mais jeito. Com a chegada da reta final dos estaduais ficou mais fácil de entender o complicado regulamento do Campeonato Carioca, agora é simples: perdeu vai embora. E neste sábado (6), às 19h, no estádio do Maracanã, o time de melhor campanha no geral, que é o Flamengo, encara o Fluminense em jogo único na semifinal. O Rubro-negro, que teve um melhor desempenho e que foi campeão da Taça Rio, tem a vantagem de jogar pelo empate, já o Tricolor, só a vitória interessa.

Flamengo

A partida anterior do time na competição foi a final da Taça Rio diante do Vasco, com o gol aos 48 minutos do segundo tempo do uruguaio Arrascaeta que empatou o jogo e proporcionou o time poder disputar nos pênaltis o título, que foi a 9ª conquista de Taça Rio para o Flamengo. Apesar do título de turno contra o rival cruz-maltino, para o jogo com o Fluminense, a equipe chega pressionada devido à derrota no Maracanã para o Peñarol, na Copa Libertadores no meio de semana.

Os titulares que foram poupados na final da Taça Rio criaram muito pouco contra o Peñarol, principalmente o setor ofensivo, que teve uma atuação muito abaixo. Reflexo disso, o técnico Abel Braga já sofre com a ira da torcida ao dar poucas chances para Arrascaeta, principal contratação da história do clube. Perguntado sobre deixar o uruguaio os 90 minutos no banco na Libertadores, o treinador afirmou que a oportunidade do jogador vai chegar.

“No futebol a oportunidade vem, vai chegar o momento dele. Joguei com uma equipe há 10 jogos sem perder, liderando o nosso grupo. Tem momento que ele vai entrar, tem momento que não. No jogo passado ele decidiu para nós, foi muito bom. Falta um pouquinho de entrosamento, jogar mais por dentro. No Cruzeiro jogava diferente. Importante é ter jogador de qualidade Hoje pela expulsão não cabia, senão entraria de segundo volante. Ia ficar com menos um de choque na frente tendo que puxar contra-ataque”, disse Abel.

Uma questão importante que a comissão técnica deve se preocupar são com as expulsões: são duas nos últimos três jogos. E por incrível que pareça, não foi nenhum jogador do sistema defensivo, mas sim os da frente, Gabigol e Bruno Henrique. E apesar da fraca atuação na partida mais recente, Abel não parece tão incomodado com seus jogadores iniciais e deve repetir a mesma formação dos jogos mais importantes.

Provável escalação: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuellar, Arão, Diego, Everton Ribeiro e Bruno Henrique; Gabigol. Técnico: Abel Braga

Fluminense

Com a derrota para o Flamengo na semifinal da Taça Rio nos últimos minutos, o Tricolor precisava que o Rubro-negro vencesse o turno para voltar ao estadual, e foi o que aconteceu. E agora é vencer ou vencer, já que a vantagem do empate é do rival. O último confronto entre as duas equipes saiu faísca, muitas faltas de ambos os lados, cartões, tanto que Bruno Henrique foi expulso antes de acabar o primeiro tempo. O Fluminense deve se atentar para não cair na pilha do jogo e tentar demonstrar o bom futebol de outrora para sair do Maracanã com a classificação.

Mas antes do clássico, durante a semana, na quarta-feira (3), o time enfrentou o Luverdense, em Mato Grosso, pela 3ª fase da Copa do Brasil. O Tricolor não conseguiu impor o seu estilo e mais uma vez teve uma atuação inferior em relação ao nível que vinha apresentando nos últimos jogos. O treinador Fernando Diniz reconheceu o baixo desempenho na partida. “O resultado foi justo. Criamos pouco, tivemos uma ou outra chance, o Luverdense criou pouco. Foi um jogo muito truncado. Foi um jogo para empate mesmo, a equipe soube jogar a partida, mas tivemos dificuldade para penetrar”, admitiu o técnico.

Para o Fla-Flu, Paulo Henrique Ganso cumpre suspensão do cartão vermelho que tomou contra o próprio Flamengo e desfalca o time para este jogo decisivo. Fernando Diniz tem algumas opções para o lugar do camisa 10, mas o provável é que comece com Daniel na armação, já que o meia era o titular antes da chegada de Ganso. Por contusão, Aírton e Léo Santos também são ausências para sábado.

Provável escalação: Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Dodi, Bruno Silva e Daniel; Everaldo, Luciano e Yony González. Técnico: Fernando Diniz

Retrospecto

Por ser um clássico do futebol brasileiro, o Fla-Flu, na maioria das vezes, não tem um favorito para os confrontos, pois a rivalidade e o peso das camisas se equivalem quando o juiz apita o começo da partida. Mas nos últimos 10 jogos entre as equipes o Flamengo leva vantagem: são cinco vitórias pelo lado rubro-negro, três empates, e duas vitórias para o Tricolor das laranjeiras.

Paulo Marques
Me chamo Paulo, sou apaixonado por futebol desde que eu nasci. Aliás, minha ligação com o futebol vem de antes de eu nascer. Mais precisamente na Copa de 94, no jogo entre Brasil x Holanda, no gol do Bebeto, que fez o embala neném em homenagem ao seu filho Matheus, que acabara de nascer dias antes. Meu irmão Carlos Junior viu a comemoração e achou linda e começou a me chamar de Bebeto, eu dentro da barriga da minha mãe. Ganhei um apelido antes de nascer, e carrego comigo até hoje. Sempre quis ser atleta. Mas me faltavam várias coisas. O máximo que consegui foi jogar algumas competições amadoras de vôlei. No futebol eu já tinha ficado para trás. Então decidi estudar jornalismo para estar mais próximo daquilo que gosto.
Você está aqui
Futebol Na Veia > Destaques > Flamengo x Fluminense – Fla-Flu das vinganças na semifinal do estadual

Artigos Relacionados