EXCLUSIVO: Fernando Tonet, treinador do 4 de julho-PI, analisa confronto contra o São Paulo: "Vamos tentar minimizar os erros"

Nesta terça-feira (1), São Paulo e 4 de Julho-PI se enfrentam pela primeira partida da 3ª fase da Copa do Brasil. Dessa maneira, Fernando Tonet conversou de forma exclusiva com o Futebol na Veia, falou sobre sua chegada ao clube piauiense, trabalho de Crespo e muito mais!

Campanha no Altos:

Antes de mais nada, o treinador chegou há pouco tempo na equipe piauiense, vindo do Altos-PI, após garantir o acesso à 3ª Divisão e a classificação às quartas de final da Copa do Nordeste. Por lá, foram 55 jogos, 27 vitórias, 15 empates e 13 derrotas e pretende repetir o bom desempenho agora no 4 de Julho.

“Os objetivos foram atingidos naquilo que foi proposto no início da temporada. Aqui no 4 de Julho não vai ser diferente. Nós traçamos as metas, fizemos a reunião, montamos o planejamento junto com a diretoria, para conseguir atingir aqui os grandes objetivos. Quem sabe novamente um acesso a Série C e uma classificação às oitavas da Copa do Brasil. É extremamente difícil, mas a possibilidade existe”.

Logo depois, Fernando Tonet analisou o confronto e a equipe do São Paulo. Assim, o treinador acredita que seu time não pode errar e avaliou o esquema de Crespo como ”peculiar”.

“Espero um jogo complicadíssimo, favoritismo total para a equipe do São Paulo. Nós vamos tentar minimizar os erros, partir para o erro zero, se não for dessa forma a gente não consegue superar esse grande adversário. Vamos trabalhar para isso, estamos o analisando detalhadamente todas as movimentações da equipe deles, para termos êxito mais uma vez na competição”, disse o técnico.

“São Paulo é um gigante do futebol nacional, tem um estilo muito peculiar de jogar, é uma equipe que busca a vitória sempre, decidindo títulos, quando não conquista, está próximo deles, temos que nos preparar e tomar todos os cuidados”, completou.

Fernando Tonet sobre o pouco tempo de trabalho, visto que foi anunciado no dia 12 de maio:

“Tempo curto nunca é justificativa, quando eu aceitei o convite eu sabia que teria esse tempo reduzido, procuro organizar o planejamento dentro dessas condições, buscando o entrosamento nesse tempo que tenho. Perdemos jogadores no setor de ataque como Dudu, Ted e Índio, mas ainda temos atletas de qualidade”.

Por fim, o treinador falou um pouco de seu método de trabalho e a expectativa da região para a chegada da partida contra o São Paulo.

“Sou organizado naquilo que faço, monto estratégias específicas para cada jogo. Gosto de uma equipe que joga ofensivamente, amigo dos atletas, rigoroso quando tem que ser”.

“Contente, clima bom, agradável. As pessoas estão contentes por ter um time do estado, especificamente da cidade de Piripiri disputando uma 3ª fase da Copa do Brasil. A felicidade é grande, expectativa maior ainda por enfrentar um grande do futebol nacional. A gente espera realizar dois bons jogos e se for assim, que venha como prêmio mais uma classificação“.

Foto Destaque: Divulgação/Emanuele Madeira/GE Piauí

Alexsander Vieira
https://bit.ly/3nAiB4l