Everaldo tem noite de herói, mas desfalca América na próxima rodada

No último domingo (31) o América entrou em campo pela 20ª rodada do Brasileirão e venceu o Avaí de virada por 3 x 1. Agora o Coelhão se distanciou mais do Z4 do torneio e começa a abrir um horizonte mais otimista. O atacante Everaldo foi o nome da partida, com dois gols marcados no segundo tempo que possibilitaram a vitória. No entanto, ao comemorar seu último gol, já no fim do jogo, ele vacilou e tomou o terceiro cartão amarelo.

Everaldo marca 2 gols diante do Avaí

América começou o duelo com o Avaí no Independência vacilando. Logo aos 4′ o Coelhão levou um gol de cabeça, em uma falha da defesa no jogo aéreo. No entanto, o time não se retraiu, e partiu para cima dos catarinenses em busca do empate. Conseguiram ainda no primeiro tempo, quando a bola sobrou para Henrique Almeida e ele bateu por debaixo das pernas de Vladimir. As equipes foram para o intervalo com 1 x 1 no placar.

No retorno ao gramado, Everaldo se tornou fundamental ao time do América. Primeiro ele fez o gol da virada, em uma bola que recebeu pela direita e bateu cruzado de chapa no cantinho. Sem chances para Vladimir, 2 x 1. Só aí, ele já era o herói da noite, já que havia feito o gol salvador do Coelhão.

Comemoração tira atacante do próximo jogo do América

Quando Everaldo recebeu a bola livre pela direita em contra-ataque, a torcida do América ficou em pé. Assim, o atacante carregou em velocidade, cortou para a perna esquerda e fez um golaço. Porém, durante a comemoração, sem um explicação, o jogador americano tirou a camisa. No futebol profissional tirar a camisa é infração, passível de tomar cartão amarelo. E assim um árbitro fez, aplicando a pena ao atleta.

O detalhe é que este cartão amarelo foi o terceiro de Everaldo no Brasileirão. Portanto, ele terá que cumprir suspensão automática. Assim, de herói da noite, o atacante terá que desfalcar o time do América contra o Juventude, fora de casa, na próxima rodada. Para o lugar dele, Vágner Mancini tem algumas opções: Pedrinho parece ser a principal delas. Mas se preferir, também tem Gustavinho.

Foto destaque: Divulgação / América FC

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.

Deixe um comentário