Orejuela

No início da temporada, Orejuela foi considerado reforço de peso no São Paulo. Afinal, é uma posição que oscilou muito no ano anterior. Porém, o lateral-direito está caindo no esquecimento do treinador Hernán Crespo. Claro, Dani Alves é o titular absoluto da posição. Mas, sempre que há ausência do camisa 10, o técnico opta por Igor Vinícius. Dessa forma, o colombiano tem ficado de fora até do banco de reserva.

A princípio, Orejuela estreou muito bem na Libertadores, marcando gol contra o Rentistas. Desde então, o jogador vem colecionando poucos minutos em campo. Além disso, não aproveitou a oportunidade que teve diante do 4 de Julho. Inclusive, anotou um gol contra naquela partida. Assim, o colombiano vem decepcionando a torcida e recebe poucas chances para provar o contrário.

O São Paulo apostava em Orejuela para ser titular da posição. Afinal, com Fernando Diniz, Dani Alves jogava pelo meio. Então, o titular da posição era o espanhol Juanfran. Então, Igor Vinicius costumava ser o reserva da posição. O colombiano participou de 31 jogos com o Grêmio e começou jogando em 29 partidas. Porém, no Tricolor Paulista tudo mudou.

Hernán Crespo optou por colocar Dani Alves novamente na lateral. Além disso, Igor Vinicius também se destacou no Campeonato Paulista. Agora, o camisa 10 está com a seleção, enquanto o seu reserva imediato será poupado visando a Libertadores. Dessa forma, Orejuela deve ter uma nova chance. Assim, este é o grande momento do colombiano provar seu valor.

O São Paulo vai a campo neste sábado (17), às 17h (horário de Brasília), contra o Fortaleza, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.