Curiosidades sobre Daniel Alves, o novo camisa 10 do São Paulo

- Recém-contratado pelo São Paulo, Daniel Alves tem vínculo com o clube até dezembro de 2022
Daniel Alves São Paulo

É tempo de sobra para o novo camisa 10 do Tricolor cravar seu nome na história de seu clube de infância e adicionar novos capítulos em sua gloriosa carreira.

Revelado pelo Bahia em 2001, o lateral direito de origem é o futebolista com o maior número de títulos de todos os tempos, à frente de nomes como Ryan Giggs, Andrés Iniesta, Maxwell e GerardPiqué. No entanto, a lista de curiosidades interessantes envolvendo a carreira do novo ídolo do São Paulo vai além.

São-paulino desde criança

Além de ter assinado com o Tricolor, o time foi muito importante para a trajetória de Daniel Alves nos seus primeiros anos como futebolista. Se hoje o jogador é reconhecido como um dos maiores laterais da história do futebol mundial, parte disso se deve ao amor pelo São Paulo enquanto ainda criança.

O pai de Daniel Alves queria que o mesmo fosse atacante, mas desde criança o novo camisa 10 do São Paulo já torcia para o Tricolor e tinha Cafu como seu grande ídolo. Isso influenciou em seu estilo de jogar como um atleta de ofensivo pelo lado direito. Dessa maneira, ele teve uma inspiração para atuar como lateral e o resto é história.

Veio como contrapeso para o Bahia

Ao contrário de craques como Neymar, Philippe Coutinho e outros que foram badalados desde a adolescência, Daniel Alves teve uma carreira juvenil muito mais discreta. Em 1998, quando tinha 15 anos e jogava pelo Juazeiro, o lateral se transferiu para o Bahia de maneira curiosa.

José Carlos Queiroz, que era treinador das categorias de base do Bahia na época em que Daniel Alves se transferiu para o time da capital do Estado, deu uma entrevista para o site iBahia contando o caso.

Queiroz revelou que em 1998 o Bahia estava interessado no zagueiro Lucas, do Juazeiro, e que ele era o grande objeto de desejo para reforçar a categoria sub-20 do time. “Daniel foi

chamado pela minha insistência e persistência. O interesse maior era no Lucas. Daniel veio como um contrapeso”, relembra o treinador.

Gosta de outros esportes no tempo livre

Daniel Alves
Daniel Alves

Daniel Alves tem um Instagram bastante agitado com mais de 27 milhões de seguidores. Por lá o jogador posta novidades de sua rotina, vídeos divertidos, relatos e muito mais. Nas férias, ele já mostrou que gosta de outras modalidades.

Basquetebolista no tempo livre, enquanto Daniel Alves jogava no Paris Saint-Germain ele postou um vídeo no Instagram com belos arremessos durante um evento da Nike. “Obrigado, Nike, pelo convite e pela oportunidade de mostrar meus dotes”, disse o jogador em publicação.

Além disso, Daniel Alves também tem apreço pelo poker, assim como alguns de seus ex-companheiros de Paris Saint-Germain, como o atacante Neymar.

Quando passa as férias na Bahia, não é raro o jogador jogar poker com os amigos na praia e em casa. Já quando está com a Seleção Brasileira, as cartas também fazem parte dos seus hobbies, pois há uma mesa de poker na Granja Comary em que ele e jogadores como Neymar, Marquinhos e outros também participam dos jogos. No entanto, Daniel Alves não vai muito além do básico dessa modalidade e disputa os torneios de forma totalmente recreativa.

Primeiro contrato profissional com salário de apenas R$60

Em 2003, com apenas 19 anos, Daniel Alves se transferiu para jogar no Sevilha. No entanto, apenas cinco anos antes, quando havia sido contratado pelo Bahia, a realidade era inteiramente diferente.

“Pouca gente sabe, mas quando o Bahia me contratou eu estava no Juazeiro e não tinha nem contrato. No ônibus, vindo para Salvador, fizemos um contrato às pressas para poder ser profissionalizado. Com esse contrato, passei a ganhar R$ 60. Pode não parecer nada, mas era muito para a minha família na época”, disse o jogador em entrevista antes de um jogo da Copa América de 2019.

Queiroz lembra que precisou até mesmo cuidar dos documentos de Daniel Alves quando o jogador chegou nas categorias de base do Bahia. “Daniel não tinha nem documento direito quando chegou a Salvador. Eu que fui no SAC da Boca do Rio resolver”, conta o treinador.

É empresário nato

Daniel Alves
Daniel Alves

Além de jogar outros esportes, no tempo livre Daniel Alves gosta de investir em negócios paralelos ao futebol. Com foco na moda, música e gastronomia, o jogador tem investimentos em diferentes setores.

O baiano conta com a sua própria linha de óculos, que chama “BamBam”, além de ser sócio de um restaurante brasileiro localizado em Barcelona, o Alquimia Fogo. Para completar, ele tem uma grande paixão pela música. O irmão, Ney Alves, é cantor de forró e o jogador já lançou uma canção de rap.

No lançamento de sua marca de óculos, que aconteceu em 2015, o lateral disse que estava preparado para viver o mundo da moda pelo qual é apaixonado, mesmo com o restante da carreira nos campos ainda por vir.

Redação FNV

Sobre Redação FNV

Luciano Carvalho já escreveu 1465 posts nesse site..

Um site destinado ao esporte que corre na veia da maioria dos brasileiros: O futebol! No nosso site você encontra tudo sobre o futebol, tanto nacional, quanto internacional, além de poder acompanhar nossos palpites e análises para os jogos da semana e as belas musas

BetWarrior


Redação FNV
Redação FNV
Um site destinado ao esporte que corre na veia da maioria dos brasileiros: O futebol! No nosso site você encontra tudo sobre o futebol, tanto nacional, quanto internacional, além de poder acompanhar nossos palpites e análises para os jogos da semana e as belas musas

Artigos Relacionados

Topo