Cuiabá x América-MG como aconteceu – Resultado, destaques e reação

Neste sábado (2), no confronto entre Cuiabá x América-MG, válido pela 23ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2021, o Coelho se deu melhor e arrancou os três pontos na vitória por 2 x 0. Foi a segunda vitória dos mineiros fora de casa na competição, no retorno da torcida à Arena Pantanal.

ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DE CUIABÁ X AMÉRICA-MG

1° TEMPO: BOLA PARADA FAZ A DIFERENÇA

O Dourado jogou em casa, portanto, esperava-se que a equipe tomasse a iniciativa. Porém, quem começou melhor foram os visitantes. Com o domínio dos primeiros 20 minutos, o América-MG saiu na frente em uma bela cobrança de falta do argentino Mauro Zárate, aos 13′. Logo depois, o Cuiabá cresceu na partida, mas o duelo foi para o intervalo com vantagem para o Coelho.

2° TEMPO: JOGO MORNO E VITÓRIA DOS VISITANTES

À primeira vista, os mandantes viriam com tudo para a segunda etapa. O Dourado retornou dos vestiários com uma alteração. Jorginho promoveu a entrada de Uillian Correia no lugar de Auremir. Porém, a mudança não surtiu efeito. O América-MG cozinhou o jogo o suficiente.

Mesmo com mais mudanças na equipe mato-grossense, quem se deu bem foram os visitantes. Dessa forma, aos 83′, Ademir deu números finais à partida em rápida jogada de contra-ataque. Assim, o Coelho deu fim à sequência invicta de seis jogos do Cuiabá. Ainda mais: os mineiros estão invictos no 2º turno.

CUIABÁ X AMÉRICA-MG – E AGORA?

Com a derrota em casa, o Dourado estaciona nos 29 pontos e dorme na 11ª colocação. Por outro lado, os visitantes chegam a 27 pontos, se afastam do Z4 e ficam na 13ª posição.

O Cuiabá volta a campo no meio de semana, na quarta-feira (6), às 21h30 (horário de Brasília), frente ao Grêmio, fora de casa. Já o América-MG joga em casa contra o Palmeiras, no mesmo dia e horário.

Foto Destaque: Divulgação/Estevão Germano/América-MG

Guilherme Guidetti

Guilherme Guidetti

Guilherme Guidetti, paulista, nascido em São Caetano do Sul no dia 17 de fevereiro de 1994, mas residente de Santo André desde os primeiros dias de vida. A paixão por futebol vem da família, enquanto o gosto por escrever foi herdado do pai, caminhoneiro. Habilidoso com a canhota – exclusivamente segurando a caneta na mão –, realiza diariamente o sonho de ficar perto do esporte através do jornalismo. De apresentador de programa de rádio a assessor de imprensa, sua ainda curta carreira na profissão já foi o suficiente para saber que faz aquilo que mais ama – e o faz com a mesma paixão com que joga bola com os amigos.