cuca

Em suma, o treinador Cuca fez questão de comemorar a vitória, de virada, sobre o Santos, em sua entrevista coletiva. Decerto, com alguns desfalques importantes, inclusive o de Hulk, de última hora, o time teve de se superar para conseguir vencer.

No planejamento do treinador, Nacho, autor de dois gols, ficaria no banco pelo período em que o time não precisasse de seu jogo. Entretanto, com o placar adverso, Cuca teve de colocá-lo logo no início do segundo tempo. Outra alternativa, Diego Costa também saiu no intervalo ainda sem muitas explicações do treinador.

Ainda assim, a fala de Cuca foi positiva para mais uma vitória do Galo, a 14ª em 18 jogos invictos:

 “A gente abriu o que podia a equipe, dentro do que a gente entendeu ser necessário para ter mais agudez no ataque. E acho que as trocas foram boas, quem entrou, entrou muito bem, e nos ajudou a vencer um jogo muito difícil, muito complicado. A gente tem que comemorar, porque o Santos jogou uma grande partida. Eu tento sempre conversar para eles entenderem o processo do jogo para, quando entrarem, tirarem algum proveito. Como eu fiz antes de acabar o primeiro tempo com o Sasha e o Nacho, explicando para eles que a gente precisava jogar pelos lados do campo. Aí quando a gente pôs o pessoal do meio, liberando mais os laterais, fazendo o Zaracho um lateral-ala, aí apareceram as oportunidades, e nós vencemos”.

Foto destaque: Reprodução/Atlético-MG

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!

Deixe um comentário