Cuca define Galo como "time maduro"

Em suma, o treinador Cuca definiu o time do Atlético-MG como maduro. Decerto, líder absoluto do Campeonato Brasileiro, com 50 gols a seu favor, contra apenas 22, o Galo está muito acima dos rivais no torneio. São dezz pontos de diferença para o 2º colocado, o Palmeiras, com 21 vitórias em 31 jogos.

Entretanto, nas últimas partidas, a imprensa criticou as atuações do time, apesar do resultado positivo. No jogo contra o Flamengo (derrota) e Grêmio (vitória por 2 x 1), o Galo não foi o melhor em campo. Cuca explicou que, neste momento final do Brasileirão, dificilmente se verá um time ser tão dominante contra outro, por conta do cansaço dos atletas, além das lesões e segurança em ter de conquistar os pontos.

Por outro lado, a segurança das atuações do time dão a certeza que oportunidades se criarão, e o clube estará perto de vencer:

“Eu ouço da imprensa que o Atlético não tem feito grandes jogos. Eu entendo em partes, mas, neste momento do campeonato, é muito difícil ver um time golear outra equipe, seja ela qual for, da parte de cima, da parte de baixo. São jogos muito complicados. Nós, em contrapartida, estamos fazendo um jogo seguro, jogo firme, jogo daquele time que é maduro, que corre pouco risco, que você sabe que ele tem um aproveitamento bom nas oportunidades, não precisa ter dez chances para fazer gol. Em quatro, cinco, time faz gols. Tem três, quatro, cinco caras que sabem fazer gol em um início de jogo”.

Próxima partida do Galo com desfalques

Decerto, agora o Galo só voltará a atuar daqui a uma semana (16), contra o Athletico-PR, no campo do rival. Até lá, Cuca terá a chance de treinar a equipe e recuperar alguns jogadores que não atuaram por lesão, caso de Nacho Fernández. Outros desfalques, como Júnior Alonso, Vargas, Alan Franco e Savarino, estão com suas seleções e não voltarão a tempo da partida.

Foto destaque: Reprodução/Atlético-MG

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!