Cruzeiro quer acesso a parte do valor da compra de arrascaeta

O Cruzeiro se mantém em situação complicada financeiramente, em 2019, o clube atingiu R$ 534 milhões em dividas. No entanto, a Raposa vê uma luz no fim do túnel: o desbloqueio de valores da venda de Arrascaeta. O meia foi vendido ao Flamengo no início de 2019, porém parte do valor foi bloqueado pela justiça.

A venda do uruguaio totalizou R$ 51,084 milhões, sendo a primeira parcela de R$ 29,79 milhõs. Entretanto, logo após a venda, a justiça constatou que R$ 1,9 milhões seriam bloqueados. O valor serviria para o pagamento de uma dívida com o empresário do lateral Bryan, Giuliano Bertolucci. Além disso, a segunda parcela também foi parar nas mãos da justiça. Dessa vez, por causa da dívida dos mineiros com a Fazenda Nacional. O Flamengo, na época, declarou que o valor de R$ 10,6 milhões referente a segunda parcela foi depositado em “juízo nos autos da execução fiscal nº 00011701-13.2019.4.01.3800”.

Em relação à terceira parcela, foi ordenado que o Flamengo depositasse 80% em juízo também em função da dívida com a Fazenda Nacional. Esta parcela tinha uma quantia de R$ R$ 10.642.500,00, sendo 8 milhões bloqueados. As ações foram feitas na última semana no processo contra a Raposa, que ainda continua no Supremo Tribunal Regional. O Cruzeiro demonstra estar confiante com o desbloqueio do valor referente à venda do uruguaio.

Feito o desbloqueio, o clube conseguiria pagar o salário atrasado dos colaboradores e o valor referente à folha de pagamento do mês de maio. Além disso, o capital  poderá ser utilizado para pagar a FIFA, outra dívida acumulativa do Cruzeiro.

Foto destaque: Reprodução/Denis Dias/Gazeta Press

Avatar
Lívia Marques
Escolhi jornalismo porque sempre foi minha paixão, fiz estágios em assessoria de imprensa e escrevi algumas matérias pra uma agência de publicidade, meu maior objetivo é conseguir me destacar na área esportiva e ir cada vez mais longe falando sobre o que eu amo.

Artigos Relacionados