Coritiba vai receber quantia com transferência de Matheus Cunha para o Atlético de Madrid 

Em suma, como resultado da ida do atacante Matheus Cunha para o Atlético de Madrid, o Coritiba vai receber uma quantia do negócio. Isso acontece devido ao mecanismo de solidariedade da FIFA, por ser o clube formador do atleta. 

Desse modo, o brasileiro se transferiu do Hertha Berlim (ALE) para a equipe espanhola por 26 milhões de euros. Assim, o Coxa tem direito a ficar com 1,4% da transferência. Aliando a atual cotação da moeda, o Verdão vai faturar R$ 2,24 milhões. 

Relembre a trajetória de Matheus Cunha no Coritiba 

Em 2017, o Piá do Couto se transferiu por 700 mil reais para o Sion (SUI). Sendo assim, o clube suíço adquiriu 85% dos direitos econômicos do atleta. No ano seguinte, o Coxa negociou o restante por 1,2 milhão de euros. Na metade do mesmo ano, Cunha foi contratado pelo RB Leipzig (ALE) por 15 milhões de euros.

A princípio, o Alviverde recebeu 300 mil euros pelo mesmo mecanismo da FIFA. Por outro lado, pouco tempo depois, o jogador foi negociado com o Hertha Berlim. Porém, o Coritiba não recebeu nada devido ao fato de negociações dentro do mesmo país não ativarem o mecanismo. Vale ressaltar que, nesse período, o centroavante começou a ganhar destaque nas seleções de base do Brasil, fazendo parte de todo o processo para as Olimpíadas de Tóquio em 2021.

Com apenas 22 anos, Matheus Cunha nunca defendeu o Coritiba no profissional, só nas categorias de base, entre 2013 e 2017. Até por isso, tem sido recorrente pelos torcedores do clube, uma maior valorização dos Piás do Couto. Vale ressaltar que a equipe sub-20 do Coxa foi campeão da Copa do Brasil da categoria em 2021. 

Próximos jogos do Coritiba

  • Botafogo: 27/08, sexta, 21h30 – Couto Pereira
  • Londrina: 01/09, quarta, 21h30 – Estádio do Café
  • Brusque: 07/09, terça, 19h – Couto Pereira
  • Vila Nova: data e horário a definir – Couto Pereira
  • Vitória: data e horário a definir – Barradão

Foto destaque: Divulgação/Coritiba

Cristian Moraes
Estudante de jornalismo que sonha em trabalhar nos maiores eventos esportivos do mundo. E, assim, ser referência na área. Meu principal objetivo é ser correspondente internacional em Turim ou Londres. Sou fascinado por futebol, e como o esporte influencia às pessoas, e o mundo. Não me limito apenas a assistir, mas a consumir em sua totalidade, estudando e entendendo regras, conceitos, histórias e tudo que envolve o mundo das quatro linhas. No entanto, gosto de acompanhar outras modalidades, como: Basquete, Surf, Futebol Americano, Hóquei, Tênis, dentre tantas outras. Junto isso, tenho o amor pela leitura e a escrita como minhas aliadas na hora de passar para os meus textos, todas as sensações e emoções que estou sentindo, ao lado de informações relevantes com apuração precisa. Seja bem-vindo (a)!