Com gol de Honda, Botafogo vence Sport, na Ilha do Retiro, e deixa zona da degola

- Honda e Thiago Neves marcaram seus primeiros gols com as camisas da Estrela Solitária e do Leão, respectivamente
Botafogo surpreende Sport e vence na Ilha do Retiro (Foto: Reprodução / Marlon Costa / Pernambuco Press)

Neste domingo (11), Sport e Botafogo entraram em campo em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Assim, na Ilha do Retiro, com uma postura mais defensiva e com erros defensivos, o Leão esteve longe de reeditar o bom futebol dos jogos anteriores. Logo, melhor para a Estrela Solitária que saiu na frente com Honda e Caio Alexandre. Na etapa final, Thiago Neves ainda diminuiu, mas não impediu o triunfo carioca. Resultado que tirou os Botafoguenses da zona de rebaixamento.

1º TEMPO

Apesar de jogar fora de casa, o Botafogo foi quem tomou as ações nos primeiros minutos da partida. Assim, aos 3′, Kalou já teve a primeira chance após pegar a sobra de Luan Polli, mas mandou para fora. Em seguida, Caio Alexandre cruzou da direita e, de primeira, Rhuan finalizou para boa defesa do goleiro do Sport. Enquanto isso, o Leão subia as linhas de marcação para dificultar as descidas da Estrela Solitária. Logo, somente em uma cobrança de escanteio foi que o Rubro-Negro levou perigo pela primeira vez. Assim, aos 22′, Chico subiu mais alto que a marcação e cabeceou por cima do travessão.

No entanto, o Botafogo seguia com mais posse de bola e volume de jogo. Com isso, aos 28′, Luan Polli saiu errado, Honda ficou com a bola na intermediária e aproveitou o goleiro adiantado para bater colocado no canto direito. Na sequência, o Leão respondeu com Hernane quase marcando, mas Diego Cavalieiri saiu bem para fechar o ângulo. Já na reta final, o Rubro-Negro fez pressão e em três chances no mesmo lance, quase empatou com Marquinhos, Thiago Neves e Patric. Todavia, nos acréscimos, após troca de passes, Kanu tocou com tranquilidade para Caio Alexandre chegar batendo e ampliar a vantagem visitante.

2º TEMPO

Na volta do intervalo, em desvantagem, o Sport saiu do campo de defesa e propôs o jogo com efetividade. Assim, aos 8′, Rafael Forster fez falta dura em Leandro Barcia e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso. Logo, com um a mais e livre na esquerda, Luciano Juba cruzou na medida para Thiago Neves, que cabeceou para o gol e diminuiu o placar. Dessa forma, foi o primeiro gol do meia-atacante com a camisa do Leão.

Em seguida, o Rubro-Negro permaneceu no ataque em busca do empate, mas Diego Cavalieri intervinha evitando as jogadas. Após um primeiro momento de domínio do Sport com a expulsão, o Botafogo se restabeleceu em campo e dificultava as ações do Leão. Já na reta final, aos 40′, depois de um escanteio, a bola desviou no braço de Rhuan dentro da área. No entanto, após consulta ao VAR, o árbitro de campo nada marcou. Por fim, a Estrela Solitária pode, enfim, comemorar o primeiro triunfo como visitante.

SPORT x BOTAFOGO – E AGORA?

Dessa forma, com o resultado, o Sport soma a segunda derrota seguida e cai para a 9ª posição com 20 pontos. Já o Botafogo deixa a zona de rebaixamento e chega a 13ª colocação com 18 pontos. Agora, na próxima rodada, o Leão recebe o Internacional, na quarta-feira (14), às 21h30 (horário de Brasília). Enquanto que a Estrela Solitária visita o Grêmio, no mesmo dia, às 19h15 (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS – SPORT x BOTAFOGO

Foto Destaque: Reprodução / Marlon Costa / Pernambuco Press

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 705 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

BetWarrior


Poliesportiva


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

    Artigos Relacionados

    Topo