Ceará empata em classico-rainha no estadual

O Ceará Sporting Club voltou à campo com as suas meninas na tarde do último sábado (27). A partida foi válida pela 2ª rodada do Cearense Feminino 2020. A equipe enfrentou o Fortaleza, seu principal rival, no Estádio Franzé Morais. O duelo terminou em empate.

1º TEMPO

O Clássico-Rainha foi muito disputado. Já na primeira etapa não faltaram chances para ambos os lados. O Alvinegro se aproveitou muito das falhas das Tricolores e fez grandes jogadas no contra-ataque. No entanto, o placar se abriu apenas aos 27 minutos. A camisa 11, Natália, aproveitou o passe de uma bola cruzada por Michele e marcou o seu. Apesar de mais chances, o marcador não voltou a mudar até a ida para os vestiários.

2º TEMPO

Já no início da segunda etapa, as Leoas tiveram uma ótima chance de arrancar o empate. Contudo, a falta perigosa parou na barreira Alvinegra, que não deixou passar. No entanto, o empate veio aos 22′, quando Natália sofreu um pênalti, cobrou e marcou. A penalidade acarretou à camisa 5 do Vozão, Edna Baiana, um segundo cartão amarelo na partida e, por tanto, a expulsão.

De modo que possuía uma jogadora a mais, o Fortaleza ficou ainda mais confiante e marcou o passou a frente aos 31′, com Tainara. Contudo, o Alvinegro de Porangabussu mudou o placar. Aos 43 minutos, após uma falta, Michele Carioca aproveitou uma falha da goleira e mandou o rebote para o fundo da rede, empatando o duelo e dando números finais ao marcador.

PRÓXIMO COMPROMISSO DO CEARÁ

Por fim, as Meninas do Vozão já têm seu próximo compromisso agendado. A partida será contra o São Gonçalo, na quarta-feira (3), às 15h30 (horário de Brasília). O duelo é válido pela terceira rodada da segunda fase. no Estádio Franzé Moraes.

Foto Destaque: Divulgação/Pedro Chaves/Ceará SC

Larissa Lisboa
O esporte sempre foi muito presente na minha vida, assim como a leitura e a escrita. Ser mulher no meio esportivo não é uma tarefa fácil. Por isso, um dos meus grandes objetivos é mostrar que entendo de esporte tanto quanto eles. Com a Educação Física, ganho muito conhecimento dos esporte em si, e com o jornalismo tenho a liberdade e a oportunidade de ser porta-voz do nosso esporte e, principalmente, dos nossos atletas. Sou uma pessoa centrada, perfeccionista e que sempre doa o máximo em cada projeto. Também sou um pouco sonhadora, mas sempre com um pé no chão. Sou amante das artes, cultura geek e um bom livro acompanhado de um cafezinho. Meu objetivo é nunca deixar de evoluir. Diante disso, já fui parte da equipe dos Torcedores, onde dei meus primeiros passos no jornalismo esportivo. Atualmente faço parte do time de colunistas do Rainhas do Drible, escrevo sobre atletismo na Rádio Poliesportiva e me junto ao Futebol na Veia, com o objetivo de somar a equipe e dar maior visibilidade ao Futebol Feminino, sendo setorista do Ceará.