Ceará e o “efeito Iguatu”: veja lista de dispensas que a diretoria do Vovô preparou após eliminação no Estadual

A cobrança por melhor desempenho, é algo rotineiro por parte da torcida do Ceará há alguns anos. Assim, nesta segunda-feira(28), o clima em Porangabussu ficou ainda mais conturbado. Em suma, após a eliminação no estadual para o time do Iguatu, o Ceará demitiu membros da diretoria e comissão técnica. Portanto, veja abaixo quem se trata:

JORGE MACEDO

Em primeiro lugar, o executivo de futebol do Ceará, Jorge Macedo. O mesmo esteve no clube por duas temporadas – 2020 e 2021. O mesmo indicou apenas oito atletas em comparação, aos que saíram foram 20 atletas.

Membros da comissão do Ceará

Em segundo lugar, outros nomes demitidos foram do o auxiliar técnico Daniel Azambuja e o preparador físico André Volpe. Na mesma linha, o último, chegou junto à Tiago Nunes, ano passado. Já Daniel, integra a comissão do Vovô há alguns anos, desde que retornou à primeira divisão.

Bruno Reis

Por fim, outro nome desligado foi do gerente de comunicação do Ceará, Bruno Reis. Assim, o mesmo sofria críticas pela falta de transparência com o torcedor. Além disso, o departamento de comunicação, também era questionado por não permitir a participação em entrevistas coletivas, de veículos de comunicação de mídia independente.

Tiago Nunes segue no Ceará

Por fim, o técnico Tiago Nunes colocou seu cargo à disposição. Certamente, após a partida contra o Iguatu, a diretoria reuniu-se, e após muitas especulações, o treinador seguiu no cargo.

Além disso, em meio ao protesto da torcida do Ceará, ao embarcar para Roraima onde irá enfrentar o São Raimundo pela Copa do Brasil, Tiago recebeu aplausos e conversou com alguns integrantes de uma torcida organizada presente. Em suma, Tiago Nunes, foi um dos poucos poupados das cobranças junto ao goleiro João Ricardo. Assim, Cléber foi um dos mais pressionados.

Foto: CearaSc

Victor Bezerra
Desde o início da adolescência já era apaixonado pelo jornalismo. Até porque não é todo jovem que acorda cedo só pra assistir telejornal né? Minha primeira experiência na área está sendo aqui no Futebol na Veia e eu estou achando um momento ímpar. Senso crítico e justiça; curiosidade e vontade de falar com certeza definem o "Victor Hugo".