Calleri

Na última segunda-feira (30), o São Paulo anunciou o retorno de Calleri. Após uma novela que parecia sem fim, a diretoria do clube do Morumbi conseguiu contratar um centroavante. Assim, a torcida foi a loucura com a chegada do argentino. O jogador vem por empréstimo até o final de 2022.

A princípio, a negociação havia sido encerrada. Mas, após não receber boas propostas da Europa, os empresários retomaram os contatos com a diretoria. Dessa forma, foi  possível realizar o retorno do jogador de 27  anos. Além disso, Calleri chega para ser o homem que vai resolver a falta de gols do São Paulo. Portanto, há uma grande expectativa para sua estreia.

Em suma, o Tricolor irá arcar com os salários do atleta e o contrato possui uma opção de compra. O jogador pertence ao Deportivo Maldonado. Entretanto, Calleri nunca jogou pela equipe uruguaia. Assim, coleciona passagens por diferentes equipes da Europa, como West Ham, Alavés, Las Palmas, Espanyol e Osasuna. Agora, o argentino regressa ao último clube que conseguiu fazer uma grande temporada.

Pelo Tricolor, Calleri fez uma excelente temporada em 2016. Aliás, o atacante jogou apenas seis meses com a camisa do São Paulo. Então, conseguiu fazer 16 gols em 31 jogos. Inclusive, foi artilheiro da Libertadores pelo time naquele período. Portanto, a torcida espera ver números parecidos ou até melhores nesse retorno.

Jonathan Calleri é aguardado no São Paulo. Assim, nos próximos dias, o argentino deve chegar para realizar exames médicos e iniciar os treinamentos com o restante do grupo. Além disso, no mesmo dia, o Tricolor Paulista também anunciou a contratação de Gabriel Neves.

Foto Destaque: Divulgação/ São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.