Guilherme Bellintani, presidente do Bahia

O presidente do BahiaGuilherme Bellintani, confirmou que o clube deve direitos de imagem. De acordo com ele, os valores são referentes a 2020, e devem ser pagos até o fim deste ano. Além disso, ele indicou um déficit milionário na temporada passada, que impediu o cumprimento destas obrigações. A saber, o time já sofreu um processo na justiça por causa destes atrasos.

Bahia com dívidas em direitos de imagem

Sem dúvida, o presidente do BahiaGuilherme Bellintani, não trouxe boas notícias na última coletiva de Imprensa. A saber, o mandatário tricolor revelou que o clube deve direitos de imagem ao elenco do ano passado.

“Os direitos de imagem não estão em dias. Isso está sendo bastante conversado e dialogado de forma transparente. Mas os salários estão em dias. Mas os direitos de imagem de 2020 ainda estão sendo negociadas”, revelou.

Déficit no Bahia

Além disso, Bellintani admitiu que o clube fechou 2020 com um déficit milionário. Dessa forma, teria ficado muito difícil quitar todas as dívidas rapidamente. Assim, impediu que o acordo de direitos de imagem fosse cumprido. Ademais, pediu compreensão para resolver este problema.

“É impossível, num ano a gente ter déficit de 52 milhões, e no ano seguinte pagarmos todo esse déficit. O que a gente precisa agora é de transparência, diálogo e compreensão em relação a essas imagens atrasadas”, disse o presidente.

Prazo de pagamento e otimismo

No entanto, mesmo com a situação complicada, o presidente se mostrou otimista com os próximos meses. Dessa forma, prometeu que deverá quitar as dívidas até o fim de 2021.

“Temos a expectativa de tentar encerrar o ano de 2021 com toda essa dívida suprida. Eu diria ao torcedor que, apesar do momento ainda ser muito difícil, a gente já passou pelo pior momento financeiro do clube. E agora o que esperamos é, aos poucos, ir melhorando”, completou Bellintani.

Processo quase milionário

Élber no Bahia
Atacante Élber em entrevista no Bahia. (Foto: Divulgação/Felipe Oliveira/EC Bahia)

Neste mês de agosto, o Esquadrão sofreu seu primeiro processo na justiça por conta desta dívida. A saber, o atacante Élber, que defendeu o Tricolor em três temporadas, ganhou uma ação quase milionária. Dessa forma, o clube foi condenado a pagar R$770 mil ao jogador.

Foto destaque: Divulgação/Felipe Oliveira/EC Bahia

Caian Oliveira
Siga-me no Twitter: @caiansoliveira