Atlético-GO x Vila Nova como aconteceu – Resultado, destaques e reação

Na tarde deste sábado (19), Atlético-GO x Vila Nova se enfrentaram no Estádio Antônio Accioly, em Goiás, pela Semifinal do  Em jogo movimentado, o Dragão conseguiu a vitória por 3 x 2 no jogo de ida da competição. O Atlético-GO joga melhor em casa e agora poderá se classificar para a final com um empate na partida de volta, e o Tigre fica vivo com gol olímpico no fim.

ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DE ATLÉTICO-GO X VILA NOVA

https://www.youtube.com/watch?v=aJiYTQEYGks

1° TEMPO: DRAGÃO EM VANTAGEM

A princípio, o Atlético-GO foi melhor desde os primeiros minutos e tocou bem a bola no campo do Vila Nova. O gol saiu aos 15 minutos com Léo Pereira, que chutou em cima de Renato e abriu o placar: 1 x 0 Dragão. Contudo, o Vila, que quase não atacava, buscou o empate com Matheuzinho. Após cruzamento de Wagner, ele mergulhou e empatou de cabeça: 1 x 1. Mas o Atlético-GO era melhor e logo voltou a ficar à frente. Léo Pereira passou fácil por Moacir e cruzou rasteiro para Shaylon marcar: 2 x 1. Ainda no primeiro tempo, Shaylon cruzou, a bola desviou em Renato e entrou. O árbitro assinalou gol contra o zagueiro colorado: 3 x 1 Atlético-GO.

2° TEMPO: MATHEUZINHO MARCA GOL OLÍMPICO E DEIXA TIGRE VIVO

No segundo tempo, o Dragão continuou melhor e perdeu boas chances para ampliar o placar. O time rubro-negro encontrou espaço e em algumas jogadas chegou à área do Tigrão com muitos jogadores. Jorginho, Marlon Freitas e Léo Pereira quase balançaram as redes. Decerto, o castigo para o time rubro-negro veio nos acréscimos. Matheuzinho cobrou escanteio com maestria e diminuiu em um belo gol olímpico: 3 x 2.

ATLÉTICO-GO X VILA NOVA – E AGORA? 

Por fim, as duas equipes voltam a se enfrentar na terça-feira (22), no Onésio Brasileiro Alvarenga, a casa do Vila Nova. Mas, o Tigrão precisa vencer por dois gols de diferença se quiser se classificar no tempo normal. Se o Vila vencer por um gol de diferença, a disputa irá para os pênaltis. Contudo, o Atlético-GO joga pelo empate. Quem passar vai enfrentar Goiás ou Iporá na final.

Foto destaque: Divulgação/ACG

Carla Regina

Carla Regina

23 anos, de São Paulo. O esporte sempre esteve presente em minha vida, e poder relacioná-lo com meu trabalho me permite vivenciar um mundo dentro dos fatos e a verdade!