Athletico-PR vence Cascavel CR pelo Campeonato Paranaense (Foto: Divulgação/Athletico Paranaense)

Nesta quinta-feira (22), Athletico-PR x Cascavel CR entraram em campo em jogo válido pela 4ª rodada do Campeonato Paranaense 2021. Assim, na Arena da Baixada, após o susto inicial, o Furacão controlou a partida e chegou a vitória de virada por 3 x 1. Logo, os gols foram marcados por Jadson, Felipe Agular e Reinaldo. Enquanto que a Serpente descontou com Ramon. Como resultado, o Rubro-Negro deixou a zona de rebaixamento da competição estadual.

Assista aos melhores momentos de Athletico-PR x Cascavel CR

1º tempo: Virada ainda na primeira etapa

Inicialmente, com reforços do time principal, o Athletico-PR tomou a iniciativa na partida e pressionou nos primeiros minutos. Assim, a 1′, Jadson cobrou o escanteio pela direita, a defesa afastou parcialmente, Thiago Heleno bateu sem muita força, e Tom jogou para escanteio. Em seguida, Jadson cobrou novo escanteio, dessa vez pela esquerda, Thiago Heleno desviou de cabeça, e o goleiro Tom espalmou. Na sequência, Yago recebeu no meio-campo, limpou a marcação, ajeitou para a esquerda e soltou uma bomba, o goleiro Tom espalmou para escanteio. Enquanto isso, o Cascavel CR se fechou na defesa, diminuiu o ritmo do jogo e na primeira chance, balançou as redes.

Assim, aos 17′, Ramon dominou na esquerda e soltou uma bomba, a bola foi na direção do goleiro rubro-negro, mas ele não segurou. Em seguida, dois minutos depois, Jadson cobrou escanteio pela esquerda, a defesa não conseguiu cortar, e a bola ficou viva na pequena área, o zagueiro Felipe Aguilar fez o giro e empurrou para as redes, empatando o duelo. Na sequência, o Athletico-PR seguiu dominando e virou o placar, aos 41′. Logo, Khellven recebeu na ponta direita, limpou a marcação e cruzou rasteiro. Jadson apareceu livre na entrada da área, bateu de primeira e acertou o canto do goleiro.

2º tempo: Domínio do Furacão e gol nos acréscimos

Na volta do intervalo, com as mexidas dos técnicos, o Athletico-PR manteve a posse de bola e o controle da partida, assim como na primeira etapa. No entanto, desperdiçou as chances criadas. Enquanto que o Cascavel CR limitou-se a chutes de fora da área e por bola parada. Assim, a 1′, Jadson recebeu na direita e bateu firme, a bola foi na rede, mas pelo lado de fora, após desvio. Em seguida, Vitinho recebeu bola na entrada da área, fez o giro e bateu de fora, a bola passou perto, e o goleiro Tom pulou por garantia.

Logo, aos 20′, Matheus Anjos cobrou escanteio, Thiago Heleno ajeitou de cabeça para o meio, e Felipe Aguilar finalizou por cima do gol. Já na reta final, aos 35′, Vinícius Mingotti tentou a jogada, mas foi desarmado, ele pediu mão de Fernando no lance, mas a arbitragem não marcou pênalti. Por fim, nos acréscimos, Thiago Heleno afastou bola, após cruzamento. Jajá puxou contra-ataque ainda no campo de defesa, chegou na ponta esquerda e cruzou rasteiro. Reinaldo apareceu do lado oposto e bateu no canto, a bola ainda tocou na trave, mas entrou. Dessa forma, definindo o placar na Arena da Baixada.

Athletico-PR x Cascavel CR – E agora?

Dessa forma, com o resultado, o Athletico-PR conheceu sua primeira vitória no Campeonato Paranaense e subiu para a 10ª posição, com três pontos. Já o Cascavel CR segue sem triunfos e caiu para a lanterna, com apenas um ponto. Agora, na próxima rodada, o Furacão recebe o Rio Branco-PR, no domingo (25), às 16h (horário de Brasília). Enquanto que a Serpente também atua em casa diante do Londrina, no mesmo dia e horário.

Foto Destaque: Divulgação/Athletico Paranaense

Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."