Após polêmica, jogo do Flu terá "regra da bandeirinha"

Neste domingo (6), o Fluminense enfrentará o Cuiabá, jogando, mais uma vez em São Januário. Visto que o estádio passou a ser opção para o Flu e o Botafogo mandarem jogos. Contudo, o Vasco fez questão de impor uma nova regra para as partidas dos rivais no estádio. Assim sendo, a determinação para que as bandeirinhas de escanteio sejam neutras.

Vale ressaltar que o Maracanã passa por reforma no gramado, e o Nilton Santos sediará as disputas da Copa América. Assim, o estádio vascaíno se tornou boa opção para os times cariocas realizarem seus confrontos. Portanto, a regra criada pelos donos do campo, tem como base um acontecimento que gerou bastante polêmica.

Anteriormente, em março, o Fluminense disputou uma partida do Campeonato Carioca no local. Portanto, o Tricolor fincou bandeiras do clube nos escanteios e divulgou a foto em suas redes sociais. Dessa forma, a situação gerou revolta nos torcedores Cruzmaltinos, que interpretaram a situação como um “desrespeito”.

Ademais, figuras políticas do Vasco, e de oposição à atual diretoria também se manifestaram de forma contrária. Desse modo, após a polêmica, neste domingo (6), às 11h (horário de Brasília), o Flu entra em campo para o duelo, pelo Campeonato Brasileiro, já com a orientação da nova regra.

https://twitter.com/FluminenseFC/status/1373413341331398662

Flu e Fogão como mandantes no São Januário

Além disso, após a partida contra o Cuiabá, há uma grande possibilidade do Tricolor voltar ao São Januário. Assim sendo, na quinta-feira (17) para mandar a partida contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro.

Por outro lado, no caso do Botafogo, o clube ficará sem o Nilton Santos por um mês, devido ao acontecimento da Copa América no local. A princípio, o Fogão será mandante nos jogos da Série B contra o Remo, CSA e o Vitória. A saber, a CBF ainda não definiu as datas dos confrontos a partir da 11ª rodada do torneio.

Foto Destaque: Divulgação/Fluminense

Juliana Veiga
Estudante de Jornalismo, carioca, 22 anos. Escolhi o jornalismo, pois é uma profissão admirável, que apresenta uma amplitude de áreas para atuação e possui a missão de informar e formar opiniões. Desde a minha infância sonhava em ser comunicadora, e a paixão pelo futebol sempre esteve presente em minha vida. Assim, tornando o jornalismo esportivo a primeira certeza que tive na profissão. Redatora em sites jornalísticos e apaixonada por esportes, escrita e fotografia.

Deixe uma resposta