Nesta segunda-feira (1), houve mais um adiamento das eleições no Sport. Inicialmente, marcadas para esta sexta-feira (5), o pleito foi, novamente, suspenso e remarcado para 18 de março. Isso porque o Governo de Pernambuco anunciou novas medidas restritivas ao enfrentamento da Covid-19 e impediu o certame eleitoral de forma presencial.

Dessa forma, segundo o presidente da comissão eleitoral do Sport, Frederico Guilherme, o Leão aguardava a liberação para marcar nova data:

Fomos surpreendidos por uma mobilização da secretaria e por força de que o governador decretou uma nova situação de calamidade por conta da Covid-19. Então ficou proibida essas aglomerações. Como a eleição mobiliza mais de três mil pessoas, ela foi suspensa. Ainda não houve o adiamento, porque não temos dia ainda. Não será feita na sexta-feira. Com todas providências tomadas, as chapas inscritas, não há nada da burocracia eleitoral, estamos apenas aguardando a liberação de uma data“, afirmou.

VETO DA SECRETARIA DE SAÚDE

Logo, na sexta-feira (26/2), a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco fez uma vistoria na sede do Sport. No entanto, em contato com o portal GE, o órgão informou que tomou a decisão de não permitir a realização das eleições:

Diante do atual cenário epidemiológico, não há condições para realização de nenhum evento que possa gerar aglomeração e propagação do vírus, como é o caso do pleito do clube, que iria reunir cerca de três mil eleitores“, informou.

Dessa forma, Pernambuco chegou a 300 mil casos e 11 mil mortes pela Covid-19. Nesta segunda-feira (1), houve a proibição das atividades não essenciais nos dias úteis, das 20h às 5h. Além disso, nos finais de semana, a medida durará o dia todo. Mas, os jogos do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste seguem normalmente, sem público nos estádios. Portanto, nesta terça-feira (2), o clube marcou a nova data para 18 de março, uma quinta-feira. Dessa forma, atendendo ao decreto estadual que fica em vigor até 17 de março.

ELEIÇÕES NO SPORT

Assim, previstas para 18 de dezembro, o pleito foi adiado para março, após reunião do Conselho Deliberativo, que preferiu sua realização ao final da Série A. Mas, os candidatos de oposição, Eduardo Carvalho e Nelo Campos, entraram na justiça contra a medida e conseguiram decisões favoráveis. Apesar disso, o Leão obteve a suspensão da liminar da chapa de Campos, mas a ação de Carvalho se manteve.

Mas, com o avanço da Covid-19, o governo estadual não autorizou o evento no final de 2020. Além disso, ainda em dezembro, o Sport cogitou a realização de forma virtual. Contudo, desistiu da medida por conta das dificuldades financeiras e de logística.

Por fim, com quatro chapas, as eleições no Sport tem como candidatos Milton Bivar, na chapa Sport de Primeira. Enquanto que pela oposição concorrem Nelo Campos, na Sport na Raça, Eduardo Carvalho, na Uma Razão para Viver, e Delmiro Gouveia, na Juntos pelo Sport.

Foto Destaque: Reprodução/Marlon Costa/Pernambuco Press 

Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Deixe uma resposta