América-MG

América-MG não vence o Corinthians em Brasileirão desde 2011. Em suma, o time bateu o Timão na rodada 33 daquele ano, com direito a gol de falta nos minutos finais. Além disso, o Coelho ocupava a lanterna da competição, e os paulistas estavam na liderança. Bem como, se sagraram campeões depois. No entanto, em 2020 o Mecão até quebrou o tabu, mas o jogo aconteceu pela Copa do Brasil.

Brasileirão 2011

Em 2011, o Corinthians brigava ativamente com o Vasco pelo título brasileiro. Assim, na 33ª rodada encarou o América-MG em busca de um distanciamento na liderança. No entanto, o Coelho jogou água no chopp corintiano, e ganhou aquela partida no Parque do Sabiá, em Uberlândia.

Dessa forma, o Coelho, treinado por Givanildo Oliveira viria escalado da seguinte forma: Neneca, Anderson, Micão e Everton; Marcos Rocha, Leandro Ferreira, Amaral, Rodriguinho e Thiago Carleto; Kempes (Léo) e Fábio Júnior (Dudu). Técnico: Givanildo Oliveira.

Primeiramente, o atacante Fábio Júnior cobrou pênalti para abrir o placar em Uberlândia. No entanto, ainda no 1º tempo, Chicão empatou da mesma forma. Assim, aos 42′ do 2º tempo, Amaral fez um golaço de falta para dar números finais ao jogo. Assim sendo, sacramentando o placar de 2 x 1. Por fim, assim aconteceu a última vitória do Mecão sobre o Corinthians em Brasileirão.

Últimos confrontos: América-MG x Corinthians

Após este episódio, os times só voltaram a se enfrentar em 2016. Assim, o Corinthians venceu ambas as partidas por 2 x 0. Bem como, em 2018, o Timão ganhou uma de 1 x 0, e na volta houve um empate de 0 x 0. E, em 2021, no primeiro turno, o Mecão perdeu mais uma vez, em casa por 1 x 0. Dessa forma tem sido os últimos confrontos pelo Brasileirão.

Entretanto, neste meio tempo, América-MGCorinthians se encontraram pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2020. Dessa forma, o Coelhão venceu em plena Neo Química Arena por 1 x 0, gol marcado pelo atacante Marcelo Toscano. Posteriormente, o jogo de volta em Minas Gerais terminou empatado em 1 x 1.

Foto destaque: Divulgação/Ag. Estado

Caian Oliveira
Siga-me no Twitter: @caiansoliveira