América-MG

América-MG empatou na noite deste sábado (27), com o RB Bragantino fora de casa. A saber, o Coelhão saiu na frente, mas não teve forças para segurar o resultado até o fim da partida. Depois do jogo, o técnico Marquinhos Santos comentou sobre o duelo. Bem como, pediu calma nesta reta final do Brasileirão, apontando um remoto risco de queda.

Marquinhos avalia partida

Primeiro, o técnico do América-MG se dispôs a analisar o jogo. De acordo com Marquinhos Santos, o time fez uma boa partida, contra um ótimo adversário, em sua avaliação.

“Entendendo que o RB Bragantino é o atual vice-campeão da Copa Sul-Americana e um time extremamente forte jogando em seus domínios, digo que chegamos muito perto da vitória. Acredito que foi um jogo dificílimo, e um grande resultado. Aliás, um grande jogo também, para aqueles que gostam de futebol, uma partida aberta. As duas equipes jogaram para frente, buscando a vitória. Então, acho que é um ponto importantíssimo na caminhada que temos até a última rodada, analisou.

América-MG ameaçado pelo Z4? Marquinhos responde

América-MG está, hoje, em 10º lugar no Brasileirão, com 46 pontos. Assim, a equipe tem diferença de seis pontos para o Z4 (Juventude tem 40). Mas, está a cinco do G7 (Fluminense tem 51). Nesse sentido, com nove pontos em jogo, o técnico Marquinhos Santos prefere adotar um discurso mais conservador. O comandante apontou os riscos remotos de rebaixamento, e chamou atenção para a necessidade de pontuar nessa reta final.

Vale lembrar que quando eu cheguei no América o objetivo principal era a permanência. Ainda não sacramentamos a permanência. Então, esse continua sendo o objetivo do time, que é um fato histórico. É claro que, com nove pontos em disputa, nós vamos tentar fazer o maior número possível. A tabela nessas três últimas rodadas vai ter muito ‘perde-ganha', muitos confrontos diretos. Então, tem que ter calma e equilíbrio nessa reta final. Não podemos mais deixar pontos para trás, como deixamos em casa contra o Atlético-GO”, disse.

>> Saiba como foi o empate entre RB Bragantino e América-MG

Foto destaque: Divulgação/América

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.