abel

Em suma, o treinador Abel Ferreira sabe do momento ruim que vive o time do Palmeiras e não tentou apaziguar as atuações ruins. Decerto, no fim da partida contra o Bragantino, em que o time perdeu por 4 x 2, a torcida vaiou demais os jogadores.

Portanto, o coro de “time sem vergonha” incomodou Abel. Entretanto, o treinador não tirou a razão das reclamações das arquibancadas, além de aceitar as vaias no fim:

“Estamos mal, um momento de dor para quem gosta do Palmeiras. Queremos mais e melhor da nossa equipe. Mas é isso que quero dos nossos torcedores. Se eu puder falar algo que possa consolar o torcedor é que nos apoie o jogo todo, como fizeram hoje, e no final se for para cobrar, como cobraram, é isso que eu como treinador quero. Hoje para mim fica o registro positivo que durante os 90 minutos a torcida do Palmeiras apoiou sempre a equipe.

Posso dizer que esta torcida ganha jogos. Nós com um elenco top e essa torcida empurrando… Fizemos 3 a 2 e só tinha 30% no estádio? É… Essa torcida ganha jogos. Uma torcida que empurra. Vou voltar a repetir, não é sempre que se leva quatro gols, eles viram que os jogadores estavam correndo e apoiaram. No final, cobrem. Hoje a gente não merecia outra coisa que não fosse vaias”. 

Foto destaque: Reprodução/Palmeiras

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!

Deixe um comentário