abel

Em suma, o treinador Abel Ferreira foi incisivo nas críticas a defesa do Palmeiras dentro do Campeonato Brasileiro. Decerto, o português pediu concentração ao time nos momentos, teoricamente, mais tranquilos. Na Libertadores, por exemplo, o time soube se defender para avançar a final da competição:

“O que é ser propositivo? É ter 73% de posse de bola, chegar ao último terço e cruzamentos e nada, finalizar e nada… O que é ser propositivo? Ter 73% de posse de bola e não criar. Fizemos, na minha opinião, um mau jogo. Os números não mentem. Não posso entrar em campo e sofrer gol da forma que estamos a sofrer. Não posso ter 22 jogos e ter 26 gols sofridos. É falta de compromisso coletivo defensivo”.

Portanto, Abel continuou suas críticas a defesa, deixando claro que o fato da equipe levar muitos gols, não é somente culpa da linha de quatro defensores, e sim de todo o time:

“Não podemos sofrer o primeiro gol como sofremos. Foram avisados que iam procurar bola parada e transição, era fundamental ter segurança, paciência e velocidade. Foram avisados. Os números são claros como água. Temos média de gols sofridos de equipe de rebaixamento. Não me venham falar em retranqueiro. Temos de melhorar o compromisso coletivo defensivamente. É o que essa equipe tem na Libertadores”.

Decerto, o Palmeiras volta a campo na quarta-feira (6), para enfrentar o América-MG, em Minas Gerais, às 21h30 (horário de Brasília).

Foto destaque: Reprodução/Palmeiras

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!