Com a chegada do Covid-19 ao Brasil no final de fevereiro o futebol começou a ficar em segundo plano, até que foi paralisado, O que prejudicou muito os clubes. Com isso a preocupação maior com o esporte é como ficarão os campeonatos assim que as medidas de isolamento social forem afrouxadas. O Campeonato Brasileiro, que começaria nesse fim de semana (2) é atualmente a maior preocupação da CBF por ser o campeonato mais longo do ano.

Troféu do Campeonato Brasileiro. (CBF/Divulgação)

1° TURNO + MATA-MATA

Algumas formas de disputa para a competição foram pensadas até então. Uma delas é colocar de volta o mata-mata entre oito clubes no maior campeonato nacional, o que deixaria a competição com 25 ou 24 jogos (em caso de final em jogo único). A opção seria a mais produtiva, pois, além de decidir o campeonato em campo, trazer grandes receitas para os clubes que chegassem nas fases finais.

TURNO ÚNICO EM PONTOS CORRIDOS

Outra opção colocada em jogo foi a disputa do Brasileirão em um turno único de pontos corridos. Esse formato deixaria o campeonato com um numero menor de datas (um bom fator para a situação atual), mas possivelmente fosse o menos chamativo para o público, deixando os estádios mais vazios e colocando em cheque a importância e a qualidade do Campeonato Brasileiro 2020.

FASE DE GRUPOS + MATA-MATA

Um formato ainda não explorado, mas que poderia ser melhor vista pela CBF se aprimorado, é o atual meio de disputa do Campeonato Paulista. O campeonato contaria com quatro grupos contendo cinco times cada, em que cada clube enfrentaria todos os adversários de outros grupos. Por fim o mata-mata entraria após a fase de grupos, também a partir das quartas de final. Com o mata-mata e uma disputa entre mais clubes pelo rebaixamento o torneio teria grande visibilidade levando torcedores aos estádios, deixando um prejuízo de renda menor.

Logo Oficial do Campeonato Brasileiro. (CBF/Divulgação)

QUAL O MELHOR CAMINHO?

Através do ultimo formato apresentado, a CBF conseguiria suprir a necessidade de o campeonato ser disputado de forma emocionante, abrindo uma solução mais curta. Vendo pelo lado financeiro, a recuperação das rendas, principalmente na reta final, iria suprir de uma forma mais abrangente as equipes do que um primeiro turno direto e após o mata-mata. O que faria desse a forma mais interessante de disputa.

Foto em destaque: Alexandre Vidal e Marcelo Cortes/Flamengo/Reprodução

Arthur Novaes
Arthur Novaes
Minha opção pelo jornalismo fez-se quando vi que era a maior possibilidade de me aproximar dos esportes e levar a emoção que eles afloram para as pessoas, coisa que durante o início da minha vida me fascinava muito. Comecei com trabalhos em Web Rádio em 2015 e mantenho até hoje. Trabalho também com assessoria por meio da Coordenadoria Regional de Saúde Sul (divisão da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo). Atualmente, com 19 anos, estou cursando o segundo ano de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.

Artigos Relacionados