Empate contra CSA mostra que o Bahia ainda é instável

Antes de mais nada, o início do Bahia na Série B do Campeonato Brasileiro 2022 é animador. Ainda mais quando consideramos o péssimo desempenho apresentado no estadual e na Copa do Nordeste.

O time de Guto Ferreira venceu bem o Cruzeiro. Para mim foi surpreendente, dado o que ambos fizeram nos estaduais.

Logo depois, o Esquadrão  foi até os Aflitos e venceu o Náutico. Este resultado está dentro de uma normalidade, mas não deixou de ser marcante uma vez que o Bahia não vencia o Timbú dentro dos seus domínios desde 1982.

Dessa forma, o Tricolor de Aço chegou à terceira rodada como o único time com 100% de aproveitamento na competição.

Entretanto, o que se viu diante do CSA foi um Bahia que não conseguiu dominar o jogo mesmo diante de um time muito inferior tecnicamente.

Desse modo, os 90 minutos jogados no Rei Pelé foram um retrato do que é esse Bahia: inconstante, embora esteja melhorando. O time dominou amplamente os 20 primeiros minutos de jogo.

Assim, fez 1 a 0 e só não fez mais por conta da péssima pontaria na hora de concluir as jogadas.

Contudo, inexplicavelmente o Bahia mudou de postura e passou a aceitar uma imposição física dos mandantes. O CSA empurrava o Esquadrão contra sua área, mesmo sem ter qualidade para isso.

A defesa mostrava uma imensa fragilidade pelos flancos permitindo que o time alagoano usasse os corredores externos para alçar bolas na área.

Finalmente, depois de tentar muitas vezes o CSA empatou com Dalberto, em mais um bola alçada na área.

Luiz Gustavo não marcava ninguém e Matheus Bahia chegou anos atrasado na jogada. O Bahia repetia erros defensivos e pagava caro por isso.

Postura do Bahia em Maceió foi irritante

Entretanto, quem esperava que o intervalo fosse promover um choque no time enganou-se. O Bahia voltou com a mesma postura passiva na marcação, enquanto não conseguia conectar contra-ataques.

A única exceção foi uma jogada em que Matheus Davó foi lançado entre os zagueiros, ganhou na corrida e parou na boa defesa do goleiro Marcelo Carné.

No mais, foi a mesma indolência defensiva e um time que contou mais com a sorte aliada ao baixo nível técnico do rival, que com os próprios méritos.

Início é animador mesmo com tropeço

Finalmente, o saldo das três primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro Série B é muito positivo, com 7 pontos ganhos em 9 disputados.

Caso vença o Sampaio Corrêa na próxima rodada, o Esquadrão vai para 10 pontos em 12 disputados. Estimo que, com uma média de 10 pontos a cada 15 disputados, o Bahia chegará tranquilamente ao acesso e, quem sabe, ao título.

Resta à diretoria continuar estudando o mercado para oferecer mais opções para Guto Ferreira na janela de meio de ano.

Foto Destaque: Felipe Santana/EC Bahia

Paulo Henrique Araújo
Apaixonado por futebol desde antes do que possa lembrar. Comentarista esportivo por amor e constante aprendiz do maior esporte do mundo.
Você está aqui
Futebol Na Veia > Palpites de Futebol Hoje > Empate contra CSA mostra que o Bahia ainda é instável