Zé Ricardo fala de “decisões ruins” pelos jogadores dentro de campo

Decerto, o treinador Zé Ricardo falou sobre decisões ruins dos jogadores dentro de campo, no empate contra a Tombense, em 1 x 1. Para o comandante, não faltou postura para os atletas e a atuação ruim, para muitas análises, não aconteceu:

“Não é questão de postura. Nós tentamos adiantar a marcação, ter mais posse de bola, pressionar a equipe da Tombense, isso eles (jogadores) procuraram fazer, algumas decisões não foram muito boas e, principalmente a questão da organização. Talvez um pouco de ansiedade em querer mostrar resultado, foi um jogo com muitos meninos, não apenas meninos, mas a gente vem tendo um pouco de ansiedade nas tomadas de decisões, esperar o melhor momento, e isso foi a principal arma da equipe da Tombense, que aguardou e esperou o contra-ataque que nós demos.

Por pouco o prejuízo no primeiro tempo não acabou sendo maior. Nós corrigimos no segundo temo, a postura da equipe mudou, concentração mudou. A equipe entendeu que precisava de paciência”.

Decerto, agora o confronto é contra o CSA, no sábado (07), em São Januário. Em suma, Zé sabe da pressão que a torcida fará pressão para a vitória, mas o time não pode cair no nervosismo:

“Infelizmente não saímos com a vitória, no fim do jogo tivemos algumas oportunidades, o Palácios entrou bem, o Figueiredo também teve uma oportunidade, o Nenê, duas ou três de servir. Mas acabou não tendo a bola que sabemos que ele é especialista. Agora é descansar, trabalhar, analisar a equipe do CSA. A gente sabe que vai ter muita dificuldade de jogar em casa, a pressão para ganhar é muito grande, mas não podemos confundir a pressão com nervosismo e tentar resolver o jogo de qualquer maneira. Tem que ter uma estratégia e ser fiel ao nosso jogo”.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!