Yasuhiko Okudera: o primeiro jogador profissional japonês da história

A coluna Samurais da Bola desta semana conta a história de Yasuhiko Okudera: o primeiro jogador japonês da história a se tornar profissional. Imagine que você é um funcionário de uma conceituada empresa de seu país. Tem um ótimo salário e estabilidade para garantir o seu sustento e o de sua família. Assim sendo, pense que além de um bom trabalhador, sua pessoa também ame futebol.

Desse modo, joga em um grande time amador local. Agora devaneie que a seleção de sua nação tenha feito uma excursão por um país europeu de alto escalão. E durante esta viagem um técnico se interesse por seu futebol e mude para sempre sua vida. Sendo assim, Yasuhiko fez história em terras alemãs atuando pelo Colônia. Nascido em 12 de março de 1952, o ex-meio-campista nunca foi um primor de técnica, porém sua raça e disciplina tática o tornou diferenciado, não só no Japão, mas também atuando na Alemanha.

Yasuhiko Okudera: de ex-funcionário à presidente de clube

Nossa história começa em 1970. Aos 18 anos de idade Yasuhiko Okudera era funcionário de uma conceituada empresa japonesa, a  em 1976 e a Supercopa do Japão em 1977.

 

Yasuhiko Okudera - Perfil de jogador | Transfermarkt
Yasuhiko Okudera em ação pelo Furukawa Denko reprodução/Transfermarket

Apesar de não ter muita habilidade com a bola nos pés. Okudera tinha muita força de vontade dentro de campo. Seu perfil de liderança, aliada a uma disciplina tática pouco usual no futebol mundial da época, o fez peça fundamental nas conquistas do Furukawa Denko.

O destaque de seu time foi tão grande, que no mesmo ano em que conquistou a Supercopa do Japão, o ex-jogador foi convocado para a . E foi nessa viagem que a vida de Yasuhiko mudou para sempre.

Bem vindo à Alemanha Yasuhiko

Hennes Weisweiler era o treinador do Colônia em 1977, logo que viu a força de vontade de Yasuhiko dentro de campo, o treinador demonstrou interesse em tê-lo em sua equipe. Apesar de não ter muita criatividade com a bola nos pés, foi a capacidade de marcar os adversários, além de sua força física, que chamou a atenção do treinador alemão. Em um tempo no qual o futebol praticado em solo germânico valorizava a força física, o estilo de Okudera era perfeito para as pretensões de Weisweiler.

60 principais fotografias e imagens de Yasuhiko Okudera - Getty Images
Yasuhiko se destacou pelo Colônia da Alemanha reprodução/Getty Images

O comandante alemão pediu a contratação do ex-meia de imediato. Entretanto, Yasuhiko era muito bem estabilizado em seu país trabalhando na The Furukawa Electric Co. Ltd. Porém, os próprios diretores da empresa lhe asseguraram que o jogador teria seu cargo de volta caso a carreira como jogador não desse certo, muita sorte não é mesmo? Sendo assim, Okudera mudou-se para à Europa e constituiu uma carreira sólida, e de muito sucesso em terras alemãs.

Atuando pelo Colônia, Yasuhiko Okudera profissionalizou-se como jogador de futebol e foi peça fundamental na conquista do Campeonato Alemão da temporada 1977/78. No ano seguinte o ex-atleta integrou o elenco que seria vice-campeão da Champions League ao perder a final para o Nottingham Forest de . Ainda em solo germânico, Yasuhiko teve uma rápida passagem cheia de destaque atuando pelo Hertha Berlim.

Retorno ao Japão e encerramento de carreira

Entretanto, o time da capital alemã jogava a segunda divisão da Alemanha na época e não conseguiram o acesso após uma derrota para o Werder Bremen. Mesmo assim, Otto Hehhagel era o treinador dos Grün-Weißen e se encantou por Yasuhiko Okudera. Logo o comandante pediu a sua contratação. Yasuhiko jogou cinco temporadas por lá. O ex-meia disputou 159 partidas e anotou 11 gols. Seus maiores feitos pelo Hertha Berlim foram os três vice-campeonatos seguidos da Liga Alemã nas temporadas 1982/83, 1984/85 e 1985/86.

Assim sendo, Yasuhiko Okudera voltou cheio de prestígio para o Japão. O ex-meia retornou para o Furukawa aos 34 anos de idade. Portanto, ele jogou mais dois anos antes de encerrar sua carreira em 1986. Mesmo após sua aposentadoria, Okudera manteve-se ligado ao futebol. Depois da criação da J-League em 1993, apenas sete anos depois do encerramento de suas atividades como jogador, Yasuhiko tornou-se técnico do JEF United (antigo Furukawa Denko, time que o revelou para o futebol).

Desse modo, sua carreira como gerente esportivo também decolou. Em 1998 ele se tornou presidente do Yokohama FC e em 2008, exatos dez anos depois, o ex-funcionário da The Furukawa Electric Co. Ltd foi eleito presidente do Plymouth Argile, que na época, disputava a segunda divisão do futebol inglês.

Welcome to FIFA.com News - Okudera's memories and hopes - FIFA.com
Okudera jogando pelo Werder Bremen reprodução/FIFA

Yasuhiko Okudera: exemplo de gestor

Já em 2017 ele retornou ao Yokohama como treinador e cumpriu a função apenas em um jogo, após a demissão do então técnico Hidetoshi Nakata. Yasuhiko se destacou tanto na função de presidente que foi um dos únicos a administrar dois times. Ao mesmo tempo que administrava o Yokohama FC, ele dirigia o Plymouth.

Yasuhiko Okudera é uma lenda vida do futebol japonês. Seus feitos na Alemanha e também pelos Samurais Azuis o credenciam como um dos maiores jogadores da história do esporte bretão do país do Sol Nascente. Sendo assim, Yasuhiko estreou ainda novo pela Seleção do Japão. Em 1972 contra o Camboja pela Copa Merdeka, vitória por 4 x 1 ( quatro gols do ídolo Kunishige Kamamoto). Desse modo, Okudera defendeu a camisa de seu país em 32 partidas e anotou nove gols.

Foto destaque: Reprodução/Alchetron.

Lucas Vinícius Souza
Meu nome é Lucas Vinicius de Souza. Tenho 24 anos sou formado em jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu, apaixonado por esportes, encaro o jogo como a vida, muitas coisas que acontecem no mundo das competições podemos fazer um paralelo com nossa vivência. No ramo da comunicação tenho experiência como Assessor de Imprensa do Sindicato da Construção Civil de São Paulo, Assessor de Imprensa na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e como redator freelancer na Agência 3xceler. Acredito que a escrita é uma arte, a arte de trazer informação, conselho e direcionamento aqueles que buscam conhecimento.

Artigos Relacionados