Zagueiro do Bahia, Juninho, revela a saudade de entrar em campo e expectativa pelo retorno

- O Tricolor adquiriu 50% dos direitos do do jogador em novembro do ano passado
Juninho zagueiro

Durante entrevista concedida, o zagueiro do Bahia, Juninho, contou como vem sendo sua rotina de treinos em casa para tentar manter a boa forma. Com a finalidade de preparar os jogadores, no começo de maio, a comissão técnica do Tricolor providenciou a elaboração de atividades personalizadas, onde eles executam e comprovam posteriormente a execução.

O dono da camisa 40 do Esquadrão de Aço aproveitou a oportunidade para elogiar o sistema adotado pelo clube após o término das férias para manter de alguma forma o elenco em movimento mesmo estando em casa.

Sem dúvidas esse método vem ajudando cada atleta do Bahia. Comigo está sendo muito proveitoso, estou sempre em contato com os profissionais dos clubes, cada dia mandam um treino novo. Então sem dúvidas isso será fundamental para quando retornarmos“.

Não é a mesma coisa

No entanto, Juninho ressaltou que mesmo praticando diariamente as atividades, o treinamento em casa é diferente daqueles presenciais no Centro de Treinamento com os equipamentos e com a bola. Ainda assim, fez questão de afirmar que compreende os cuidados que exige esse momento delicado.

” É diferente treinar em casa, sem dúvidas. Todos nós queríamos estar no CT, trabalhando junto com todo o grupo, fazendo trabalho com bola. Mas entendemos que é hora de nos cuidarmos e com a ajuda de todos superar tudo isso”.

Saudades e expectativa

Em seguida, o zagueiro revelou a saudade que vem sentindo de vestir a camisa do Bahia e entrar em campo para dar o seu melhor. Além disso, ele cita toda a expectativa que gira em torno do retorno dos jogos.

“Muita saudade de entrar em campo, defender o Bahia, reencontrar nosso torcedor. Esperamos que isso tudo passe logo para voltarmos a vestir a camisa do Bahia o mais rápido possível”.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cogita a volta dos jogos de futebol no próximo mês de junho. Dessa maneira, podendo estender-se até 2021.

Foto Destaque: Felipe Oliveira/EC Bahia

Tathiane Marques

Sobre Tathiane Marques

Tathiane Marques já escreveu 136 posts nesse site..

Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

365 Scores

BetWarrior


Tathiane Marques
Tathiane Marques
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Artigos Relacionados

Topo