Volta Redonda e Remo não saem do zero pela Série C

- Empate sem gols não é bom para ambas as equipes

Nesta sexta-feira (9), Volta Redonda e Remo se enfrentaram no estádio Raulino de Oliveira, pela 16ª rodada da Série C. Num jogo onde cada equipe dominou um tempo da partida, o empate foi o placar mais justo. Entretanto, o resultado de 0 x 0 não agrada a ambos. Primeiramente, o Voltaço não consegue perseguir o Juventude na liderança e pode ser ultrapassado pelo São José. Por outro lado, o Leão Azul entrou no G4, mas precisará de uma combinação de resultados para se manter na zona de classificação para as quartas de final.

1º TEMPO

Foi um primeiro tempo movimentado e quente. Primeiramente, o Remo teve as melhores chances antes do intervalo. Aos 7′, Gustavo apareceu sozinho para cabecear, mas acabou não pegando do jeito certo. Ainda, aos 10′, teve confusão após dividida. O saldo do conflito foi a expulsão de Douglas Lima, do Volta Redonda e de Wesley, do Remo. Com isso, as duas equipes ficaram com um a menos logo no início. Além disso, o Voltaço tentava incomodar pelos contra-ataques. Nove minutos após a briga, Bruno Barra saiu em velocidade e chutou, mas o goleiro Vinícius defendeu com facilidade.

De resto, o Leão Azul comandou as ações até o final da etapa inicial. Aos 23′, o Remo desperdiçou outra chance pelo alto. Desta vez, Ramires cabeceou sozinho para fora, quase marcando o tento dos visitantes. Além disso, o time paraense exercia uma pressão que deixava o Volta Redonda dentro do seu campo de defesa, até o intervalo. Com 38′ marcado no relógio, o clube do Norte levou novamente perigo aos cariocas, com Neto Baiano. Enfim, o Voltaço tentou no contra-ataque, mas Wandinho desperdiçou a oportunidade.

2º TEMPO

Visto o primeiro tempo ruim dos donos da casa, o Volta Redonda voltou com tudo na segunda etapa. A equipe começou a ficar mais no campo de ataque. Com isso, criou algumas chances. Aos 5′, Gedeílson arriscou de longe, mas a bola desviou e saiu. Nove minutos mais tarde, foi a vez de Wandinho fazer bela jogada individual, mas chutou fraco, sem perigo. Aos 17′, Walisson chutou, mas Vinícius defendeu. Por outro lado, o Remo só incomodou logo na sequência, com cruzamento de Neto Baiano, que passou pela área adversária.

Após um período onde teve várias substituições no jogo, as chances só voltaram a aparecer ao final da partida. Aos 36′, o Remo voltou a incomodar com Danilo Bala, que chutou, mas o goleiro Douglas fez bela defesa. Depois, foi a vez do Volta Redonda voltar a impor seu domínio no segundo tempo. Quatro minutos mais tarde, Gedeílson chutou de longe, e perdeu uma grande chance pelo time carioca. No entanto, nada mais aconteceu no Raulino de Oliveira e o confronto terminou sem gols.

E AGORA?

O Volta Redonda volta todas as suas atenções para a segunda-feira (19). No Raulino de Oliveira, o Voltaço tem confronto direto pelos primeiros lugares da tabela contra o Juventude, às 20h (horário de Brasília), pela 17ª rodada. Já a equipe do Remo recebe no Mangueirão, o São José, em outra partida de seis pontos pela Série C. Enfim, o confronto está marcado para a próxima sexta-feira (16), às 20h (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 441 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

365 Scores

BetWarrior


Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo