Visitantes indigestos na abertura do Parazão 2019

Paragominas e Independente jogaram longe de casa, mas não sentiram tanta falta
Visitantes indigestos na abertura do Parazão 2019

O Campeonato Paraense 2019 teve início no último sábado (19), com duas partidas empolgantes. Bragantino e Paragominas, jogaram no Diogão, em Bragança, já Castanhal e Independente, jogaram no Modelão. Os visitantes tomaram para si a casa do rival, dominaram as ações e iniciaram o Parazão com o pé direito.

Parazão 2019 – 1ª Rodada

Bragantino 1 x 2 Paragominas

No pontapé inicial do torneio, a chuva atrapalhou, mas o que vimos, foi um bom jogo no Nordeste paraense. Com vontade de jogar, as duas equipes foram intensas no ataque e balançaram as redes logo cedo. Com cinco minutos, Paulo de Tarcio fez o primeiro gol do jogo, para o Bragantino, fazendo a alegria da torcida. Mas, aos 11′, Michel empatou a disputa, após bela cobrança de falta, no contrapé do goleiro. Com o placar empatado, os times continuaram atacando, tendo boas chances, mas quando a chuva caiu, o rendimento dos times também, e a ida para o intervalo, ficou em 1 x 1.

Na volta, novamente as oportunidades apareceram, mas os times pecavam na hora de finalizar. Paulo Rafael, do Paragominas, foi um dos grandes destaques, intervindo muito bem nos ataques do Bragantino. Lá na frente, aos 32 minutos, após o cruzamento da direita, chegou em Bilau, que de cabeça, balançou a rede adversária. O Tubarão ainda buscou forças, de onde não tinha, para tentar empatar, mas o placar ficou em 2 x 1 para o Paragominas.

Castanhal 1 x 2 Independente de Tucuruí

Japiim e Galo Elétrico fizeram um excelente jogo no Modelão, em Castanhal. A equipe da casa até tentou começar o jogo pressionando, mas de nada deu efeito, quando aos 11 minutos, Rai Gol recebeu em velocidade, somente tocou na saída do goleiro. Não demorou muito, e em um cruzamento pela esquerda, a bola chegou em Fazendinha, para ampliar. Após isso, os donos do estádio acordaram e cinco minutos depois, Abuda recebeu cruzamento e completou de cabeça. Ainda sobrou tempo para o goleiro Redson salvar o Independente de tomar mais um. Assim, o placar ficou em 2 x 1, para a parada entre tempos.

De volta ao gramado, o Castanhal esteve disposto a, no mínimo, empatar a disputa. Mas novamente o goleiro do Galo, e agora a trave, foram os principais vilões do time aurinegro. Do outro lado, a apenas esperando os contra-ataques, o Independente teve apenas uma oportunidade clara de ampliar, mas no chute de Mocajuba, o goleiro estava atento para evitar o tento. Com o resultado inalterado, coube ao árbitro somente encerrar a disputa em 2 x 1 para o time de Tucuruí.

https://www.instagram.com/p/Bs4Xo_fgfx7/

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 669 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

1X Bet
Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo