Visão Celeste x Fortaleza – Um Olhar atento mirando a terceira fase

As equipes entram em campo buscando mais um passo na Copinha
Visão Celeste x Fortaleza - Um Olhar atento mirando a terceira fase

Focados em garantir mais um passo, Visão Celeste e Fortaleza jogam pela segunda fase da Copinha. A partida está marcada para o sábado (12), às 11h (horário de Brasília), no estádio Ernesto Rocco, em Porto Feliz-SP. O vencedor do confronto retorna para Indaiatuba na terceira fase para enfrentar quem avançar do confronto paulista entre Primavera e Desportivo Brasil.

Visão Celeste

No Visão Celeste, o ânimo é total graças a classificação para a segunda fase da competição. Disputando pela primeira vez o torneio, a equipe potiguar avançou com propriedade, vencendo a equipe do Uberlândia, por 2 x 0. Os olhares estarão atentos para Zé Eduardo, autor de cinco gols na competição, se destacando como um dos artilheiros do torneio e já é sondado para sair do time. Ao site Futebol Interior, ele falou sobre o assunto.

“Fico contente em saber que tenho chamado atenção, mas outros atletas do Visão também têm se destacado. Somos um grupo em que todos são importante para o clube. Nosso objetivo é realizar uma grande campanha”, contou.

Copa SP: Destaque, Visão Celeste encanta; artilheiro, Zé Eduardo entra na mira de grandes clubes
(Reprodução/Futebol Interior)

Provável escalação: Patrick; Rodrigo, Elington, Luan e Joao Vitor; Denilson, Zé Eduardo, Sidiclei e Thyago Pires; Rian e Jonas – Técnico: Mirabor de Souza Rocha.

Fortaleza

O Leão do Pici é a única equipe cearense na segunda fase da competição. A tendência é que o time vá com força máxima para o jogo decisivo e mais atento, observando os erros cometidos no empate em 1 x 1, contra o Primavera. As atenções no lado tricolor, vão para Coutinho, atacante típico camisa 9, que costuma aproveitar bem as chances que tem para marcar.

https://www.instagram.com/p/BsgH6tCBv-5/

Provável escalação: Kennedy; Berg, Guilherme, Talisca e Wilker; Talisson, Pedro Igor, Romarinho e Wendew; Coutinho e Oliveira – Técnico: Marconne dos Santos Montenegro.

Retrospecto

O Visão Celeste foi líder do Grupo 20, com seis pontos. Perdeu para o Remo na estréia por 1 x 0, depois bateu o Desportivo Brasil pelo placar de 3 x 2 e terminou a primeira fase com o 2 x 0 frente ao Verdinho mineiro. Já o Fortaleza, foi segundo na chave 19. Começou ganhando da Queimadense por 2 x 0, na sequência atropelou o Sertãozinho por 4 x 0 e no último jogo empatou com o Primavera em 1 x 1. Acabou atrás do time de Indaiatuba, graças ao menor número de gols marcados (8 x 7).

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 800 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo