Vélez Sarsfield se classifica na bacia das almas contra Aucas

Aos 51 minutos da etapa final, de pênalti, Tiago Almada fez o gol que classificou a equipe à próxima fase da Copa Sul-Americana
Vélez Sarsfield

Na bacia das almas, o Vélez Sarsfield encontrou, com Tiago Almada, em cobrança de pênalti no último instante da partida, o tento salvador que classificou a equipe de Liniers para à próxima fase da Copa Sul-Americana.

Contra o Aucas, em Quito, no estádio Gonzalo Pozo Ripalda, os argentinos jogavam com a vantagem mínima construída na partida de ida. Assim, tudo parecia se encaminhar para um classificação tranquila, quando, ainda na etapa inicial, o zagueiro argentino Tomás Oneto foi expulso.

No entanto, o que ocorreu foi exatamente o inverso. Isso porque, na etapa final, Alvarado e Espinoza marcaram para os donos da casa. Dessa maneira, os donos da casa estavam conquistando a primeira classificação continental dos 75 anos de história da equipe. Mas, aos 51 minutos, em um pênalti que sequer foi reclamado, tudo foi por água abaixo. Pelo critério do gol marcado fora de casa, os equatorianos ficam pelo caminho.

1º TEMPO

Mesmo na ambiente adverso de Quito, há 2850 metros de altitude, e com a vantagem construída na Argentina, foi o Veléz Sarsfield que tomou a iniciativa.

Antes dos dez primeiros minutos, Ricardo Centurión já tinha finalizado duas bolas. Porém em nenhuma das vezes conseguiu acertar o alvo. Foi através de um excelente lançamento de Gastón Giménez, que Centurión teve a oportunidade mais clara. No entanto, o atacante, ao invés de optar pelo arremate, preferiu servir Tiago Almada, que chegava livre dentro da área. Atento ao lance, o zagueiro Alejandro Manchot interceptou o passe e matou a jogada.

À medida que o cronômetro corria ficava nítido o intuito da equipe de Gabriel Heinze: cozinhar a partida. Sendo através da manutenção da posse ou da demora em cada reposição de bola, o Vélez levava a partida à sua maneira. Irritados, os jogadores do Aucas começaram a apelar pelas faltas. Para coibir tanto a catimba quanto as infrações, Rodopho Toski Marques amarelou o meio-campista Gastón Giménez e o zagueiro argentino Tomás Oneto.

Ineficiente pelo chão, o conjunto equatoriano abusava das bolas longas, 47, e dos cruzamentos, 9, de acordo com dados do SofaScore.

Após uma bola esticada, Oneto se complicou, perdeu na velocidade para Maximiliano Romero e fez a falta. O defensor até tentou simular uma agressão para não ser expulso, mas o assoprador de apito brasileiro não caiu na dele. Assim, desde os 37′, o Aucas passou a atuar com um homem a menos. Na cobrança da falta de Giménez, a bola passou fazendo sombra no travessão.

2º TEMPO

Para o retorno, Heinze sacou o amarelado Gastón Giménez. Dessa maneira, promoveu o ingresso do uruguaio Matías De los Santos. Contudo, apesar da superioridade numérica, o Aucas chegou ao empate logo aos quatro minutos. O centroavante Montaño recebeu na intermediária e enfiou na direita para Alexander Alvarado, que chegou embalado e bateu cruzado, no cantinho, para abrir o placar.

No lance seguinte, muita reclamação do Aucas por um suposto toque de mão do zagueiro peruano Luis Abram. Porém, acertadamente, Toski Marques nada marcou. A resposta do Vélez também veio em uma cobrança de falta. Desse modo, Almada exigiu intervenção do goleiro Frascarelli. Pelo lado visitante, Domínguez também teve trabalho em arremate do venezuelano Mesa.

Nesse momento, quem dava as cartas do jogo era o Aucas. Ganhando as disputas no meio mas se fazendo valer sobretudo do nervosismo da jovem equipe do Vélez, os mandantes cresceram na partida. Sendo assim, percebendo a queda de rendimento, Heinze sacou Lucas Robertone e lançou Lucas Janson. Porém, instantes depois, saiu o segundo.

Em saída errada de bola de Brain Cufré, Espinoza recuperou, tabelou pelo meio com Figueroa, recebeu dentro da área, e tocou por entre as pernas do goleiro.

Precisando de um gol para se classificar, Heinze pôs o atacante Tobías Zarate e tirou o zagueiro Luis Abram. Por outro lado, o técnico Villafañe tirou o atacante Mesa e pôs o zagueiro Edilson Carcelén. Com os ânimos aflorados no banco de reservas, Francisco Ortega acabou expulso. Com o resultado a seu favor, agora era o Aucas quem valorizava o tempo.

Zarate teve duas oportunidades claras. Na primeira, parou no goleiro. Já na segunda, foi travado na hora certa pelo marcador. Assim como, aos 41′, em cima da risca, Manchot afastou o perigo, em arremate de Tomás Guidara.

Já nos nos acréscimos, quando tudo parecia perdido, Arbolerda perdeu a bola dentro da área, e derrubou Lucas Janson. Dessa maneira, sem titubear, Toski Marques apontou para a marca da cal. Assim, Almada assumiu a responsabilidade, pegou a bola e classificou o Vélez Sarsfield para à próxima fase na bacia das almas.

E AGORA?

No próximo sábado, o Veléz Sarsfield enfrenta, às 17h35, o Arsenal de Sarandí, pela 21ª rodada da Superliga Argentina. Por sua vez, o Aucas entra em campo somente no sábado do dia 24, quando duelará contra o Club Técnico Deportivo Universatiario, pela 2ª rodada do Campeonato Equatoriano.

MELHORES MOMENTOS

Imagem destacada: Twitter Vélez  Sarsfield/FNV

Pedro Ferri

Sobre Pedro Ferri

Pedro Rodrigues Nigro Ferri já escreveu 339 posts nesse site..

Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

BetWarrior


Pedro Ferri
Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

Artigos Relacionados

Topo