Vasco quer manter os bons resultados contra o Furacão

Vasco e Atlético Paranaense completam hoje (31) a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017, no estádio Raulino de Oliveira em Volta Redonda. O time carioca busca manter o bom momento após a grande vitória sobre o Atlético Mineiro fora de casa, já o Furacão quer a vitória para acabar com a sequência de resultados negativos e de quebra para sair do Z4 da competição.

No Vasco o treinador Milton Mendes testou algumas mudanças no time, mesmo com tendo ficado feliz com a atuação do time na rodada anterior. Guilherme pode ser a novidade para o jogo de logo mais. A sensação do time, Paulinho, está confirmada pelo comandante e é a renovação das esperanças cruzmaltina para a continuação do campeonato.

O Atlético Paranaense do técnico Fabiano Soares está a nove jogos sem vencer e precisa vencer fora de casa para sair da zona do rebaixamento, algo que aconteceu apenas duas vezes em oito jogos no torneio. A volta de Paulo André, Thiago Heleno, Lucho Gonzalez e Nikão devem voltar ao time. Esteban Pavez e Lucas Fernandez podem estrear no time paranaense.

O retrospecto no confronto é favorável a equipe paranaense, nos últimos cinco jogos, foram duas vitórias do Furacão, dois empates e apenas uma vitória carioca no jogo anterior em 2015 por 2 a 0.

Ficha Técnica

Local: Estádio Raulino de Oliveira – Volta Redonda, Rio de Janeiro

Data e horário: 31 de julho de 2017 – 20h.

Vasco: Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques, Jomar, Ramon; Jean, Bruno Paulista, Guilherme Costa, Paulinho, Mateus Vital; Paulo Vitor; Técnico: Milton Mendes.

Atlético Paranaense: Weverton; Cascardo, Paulo André, Wanderson, Sidcley; Esteban Pavez, Matheus Rosseto, Lucho González; Nikão, Lucas Fernandes e Ribamar; Técnico: Fabiano Soares

Arbitragem: Cláudio Francisco Lima e Silva do Sergipe, será auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios, também do Sergipe e Fábio Pereira do Tocantins completam o trio de arbitragem.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 759 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


 

365 Scores

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo