Vaga e permanência no G4 em jogo na Série B

Quatro jogos acontecem às 19h30 com times em busca de vaga e permanência na zona de classificação para a Série A 2019

O Campeonato Brasileiro Série B terá o complemento da 25ª rodada nesta terça-feira (4). Às 19h15, quatro jogos acontecem simultaneamente. Ontem (3), Vila Nova e Oeste abriram os duelos com um empate de 1 x 1. Veja todos os detalhes do Brasileirão Série B.

Brasileirão Série B – 25ª rodada

Avaí x CRB

O Leão encara o CRB, na Ressacada, pela permanência do G4, rumo a Série A 2019. Uma vitória assegura a vaga na zona de acesso e pode até dar a vice-liderança, enquanto o rival pode entrar na zona de rebaixamento, caso perca. Por outro lado, a derrota dos donos da casa pode mandar o time para a 8ª posição, visto que seus “perseguidores” estão afoitos para lhe tomar a posição. O técnico Geninho enfatiza a importância de manter o foco:

“É jogo de três pontos, já perdemos em casa e nos recuperamos, e estamos entre os quatro primeiros. Não podemos perder o foco, embora o resultado possa mexer com ambiente, com as cobranças locais, em relação aos outros jogos. Trabalhamos para que se levante depois de um tombo. Estamos prestes a entrar na reta final e temos de estar focados”

O Avaí vinha de nove jogos de invencibilidade, mas a derrota para o Figueirense, em casa, quebrou essa série, mas não tirou a equipe catarinense da zona de classificação, apenas aproximou os rivais. Os titulares André Moritz e Renato, desfalcam o time: suspensos pelo terceiro cartão amarelo. O atacante Rodrigão, lesionado, também não joga. Matheus Barbosa e Pedro Castro devem ser as opções no meio-campo. Gabriel Lima faz o primeiro jogo como titular, já Beltrán assume a vaga de Rodrigão como centroavante.

“Vamos fortalecer mais o meio de campo, jogar em um 4-3-3. Com homens que marquem e cheguem na frente. Vamos trabalhar com dois abertos pelo lado e um centroavante centralizado. Devemos jogar com dois zagueiros mesmo” – completou Geninho.

Pelo lado do CRB, o meia Diego Rosa, recuperado de contusão, é reforço e foi relacionado. Em contrapartida, ficaram em Maceió os jogadores Lucas Siqueira e Mazola, lesionados e Feijão e Alípio, por opção técnica. Com isso, o treinador Doriva deve optar por um sistema de jogo diferente. Tinga deve ser titular no lugar de Lucas. Iago, que substituiu Mazola diante do Sampaio Corrêa, deve permanecer. Diogo Mateus pode pintar na lateral direita, assim, Edson Ratinho atuaria mais adiantado, no meio-campo. Visando melhor o sistema de marcação, Marcelo pode entrar e o atacante Willians Santana deve ser sacado.

Atlético Goianiense x Ponte Preta

O Atlético-GO recebe a Ponte Preta no Estádio Antônio Acciol, onde não perde desde que voltou a atuar lá. Vindo de goleada sofrida para o Londrina, por 4 x 1, na última rodada, o time está em 7º lugar, com 37 pontos, e tem chances de entrar no G4 caso vença em seus domínios. O goleiro Jefferson bradou que será um difícil confronto, mas exaltou a força no Accioly:

“Estamos criando uma identidade no Accioly. Foram dois jogos e duas vitórias. Esperamos contar com o apoio dos torcedores neste momento, porque eles são fundamentais para nos ajudar a conquistar essa vitória. Se não me engano, eles (Ponte Preta) são um dos melhores visitantes desta Série B. Vai ser um jogo difícil”

O técnico Claudio Tencati terá apenas um dilema para o duelo: quem entra no ataque após a negociação do artilheiro Júnior Brandão? Denilson foi escolhido para a vaga, mas ainda não conseguiu uma boa atuação, podendo abrir espaço para André Luiz. O volante Rômulo, que não enfrentou o Londrina por conta de um acordo, deve retornar.

https://twitter.com/ACGOficial/status/1036958092376854528?s=19

Sem vencer há três jogos, a Ponte Preta também pode ter modificações na equipe. O atacante André Luis, que estava suspenso, está de volta. Além dele, o volante Lucas Mineiro, também está a disposição do técnico pontepretano após se recuperar de espasmos na lombar. Inclusive, a Macaca está de técnico novo. João Brigatti deixou o comando da equipe e acertou sua ida ao Paysandu:

“O presidente havia me convidado para permanecer no cargo de auxiliar, que eu tinha antes, e na hora eu topei. Mas passei a noite inteira pensando nisso e acho que o meu relacionamento com a torcida pode prejudicar de alguma forma o Chamusca, que é um excelente profissional. Eu nunca atrapalhei nenhum técnico enquanto estive aqui, nem iria atrapalhar, pelo contrário, porém temo que esta proximidade minha com a torcida possa prejudicar num relacionamento que se iniciará agora entre o Chamusca e o torcedor”

https://twitter.com/aapp_oficial/status/1036957187485171712?s=19

O técnico Marcelo Chamusca já chegou ao Majestoso e comandará a equipe pela primeira vez. Inclusive já deu entrevista falando sobre o próximo adversário:

“É um jogo extremamente difícil pela qualidade do adversário. Conheço o Tencati (técnico), é um cara muito preparado. O time deles é consistente, com mecânica ofensiva muito forte, várias opções de frente, conheço bem o adversário e a atmosfera que iremos enfrentar. O jogo é de confronto direto e vai ser muito difícil, mas já tenho o time definido e espero que, mesmo com o pouco tempo que tivemos, possamos fazer um grande jogo. São 14 finais e esta é a primeira. Vinha acompanhando e alguns jogadores já jogaram comigo, outros contra mim, a gente conhece muito a característica do grupo e o comportamento do vestiário, isso foi um dos motivos que me fizeram vir pra Ponte. A ideia pro jogo de hoje é alterar alguma coisa, sim, mas muito pouco. Devo manter o que vinha sido feito, talvez a alteração seja maior de escalação de atletas, e menos de parte tática e posicionamento”

Coritiba x Boa Esporte

O Coxa recebe o Boa Esporte, lanterna do campeonato, no Couto Pereira, buscando sua segunda vitória consecutiva para encostar no pelotão de frente. Atualmente na 11ª posição com 34 pontos, o alviverde está a seis pontos (ou duas vitórias) do Avaí, primeiro time no G4. O técnico Tcheco foi efetivado definitivamente no cargo e sem mistérios, confirmou que a única mudança será a saída do lateral esquerdo William Matheus, machucado, e a entrada de Abner em seu lugar. O comandante destacou a mudança de ambiente para conseguir a arrancada rumo ao acesso à primeira divisão:

“É destacar que a confiança voltou aos jogadores, até mesmo para podermos trabalhar nessa semana que tivemos. Foi totalmente diferente daquilo que eu encontrei na primeira partida. Como já falei, é um processo depois do outro. A confiança que o jogador precisava, depois o resultado positivo. Temos agora que engatar a segunda vitória para que as coisas possam começar clarear mais ainda em termos de briga pela classificação”. O treinador ainda arrematou: “Posso falar tranquilamente que um bom vestiário muitas vezes ganha mais jogos do que bons treinamentos. Nosso vestiário é muito bom e gera uma perspectiva boa que eu tenho não só para esse jogo, mas para a sequência do clube na competição”

https://twitter.com/Coritiba/status/1036962272135000064?s=19

Na lanterna da competição, mas agora com chances de “passar a bola”, o Boa Esporte vem de importante resultado positivo sobre o CSA, vice-líder da competição. O time mineiro já aspira somar mais pontos para se livrar do rebaixamento. Em busca de série positiva, o técnico Ney da Matta será obrigado a mexer no time para o duelo contra o Coritiba. Serão, pelo menos, três alterações. O lateral esquerdo Kaio Cristian, o meia Bruno Tubarão e o atacante Douglas Baggio receberam o terceiro amarelo e estão fora. Com isso, Jadson, fora das duas últimas partidas por opção, deve ser titular na lateral canhota. No meio de campo, Alyson deve ter a responsabilidade de substituir Bruno. Já Juninho Potiguar e Manoel disputam a vaga de Baggio, com o primeiro sendo favorito. William Barbio também pode aparecer no time, mas corre por fora.

Guarani x Goiás

Num dos duelos mais importantes da rodada, Guarani e Goiás brigam por vaga e permanência no G4. No confronto entre o 5º colocado e o 3º, não há favoritos ou, talvez, o fator casa pese, mas longe de ser amplo o favoritismo. O Brinco de Ouro da Princesa será o palco deste embate alviverde. Apenas dois pontos separam os adversários na tabela, com os donos da casa tendo 37 pontos e o rival dois a mais. Caso vença, o Bugre assume a posição dos esmeraldinos e ainda pode roubar a vice-liderança do CSA, caso o rival não vença também.

A equipe comandada pelo técnico Umberto Louzer vem de quatro partidas sem perder ou levar gols, sendo dois empates e duas vitórias. A boa fase do sistema defensivo também pode ser creditado a chegada do goleiro Agenor, que deu mais segurança à meta bugrina. O jogador comentou a situação:

“A defesa aqui era muito cobrada. A gente se cobrou como um todo e a partir dali começou a fazer a diferença em campo. Estou podendo contribuir de algumas formas, no grupo e dentro de campo”

Pelo lado do Goiás, o time mudou completamente desde a chegada do técnico Ney Franco. A equipe chegou ao G4 e vai se consolidando nas primeiras posições. Mas não vêm 100% para a partida. O lateral direito Alex Silva e o zagueiro Victor Ramos levaram o terceiro cartão amarelo e não participarão do jogo. Caíque Sá e Edcarlos serão as novidades entre os titulares. Autor de dois gols na vitória sobre o Tricolor cearense, o lateral Ernandes frisou a importância da partida:

“Agora é trabalhar para abrir a maior distância possível das equipes fora do G4. Assim, estaremos mais perto do grande objetivo da temporada: o acesso”

https://twitter.com/goiasoficial/status/1036945161505394689?s=19

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1099 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo