United tropeça contra Liverpool, City goleia e lidera isolado a Premier

Desde que a Premier League começou os rivais de Manchester estão se alternando na liderança do campeonato. Mas uma rivalidade vermelha na 8ª rodada foi um divisor de águas na luta pela ponta da tabela: os Diabos Vermelhos encararam o Liverpool no North West Derby, disputado pela primeira vez no dia 28 de abril de 1894. O clássico, cheio de história, terminou com um empate sem gols. Quem mais comemorou o resultado foram os Citizens, que golearam o Stoke City e se isolaram no topo da classificação.

Liverpool 0 – 0 Manchester United

O Liverpool recebeu o Manchester United no Anfield e não se intimidou com a boa fase do rival. Empurrados pela torcida, os Reds tomaram a iniciativa e pressionaram desde o primeiro minuto de jogo, com o trio formado por Firmino, Phillipe Coutinho e Salah dando trabalho para os defensores dos Diabos Vermelhos, que finalizaram apenas seis vezes durante todos os 90 minutos e pouco ameaçaram o gol de Mignolet.

Paredão: De Gea não deixa passar nada e garante o empate contra o Liverpool (Crédito: Twitter Oficial do Manchester United)

Por outro lado, o ataque de Jurgen Klopp incomodou os defensores do Manchester United. Os Reds finalizaram 19 vezes, mas não conseguiram balançar as redes do rival graças à boa postura defensiva da equipe de José Mourinho e da ótima atuação do goleiro De Gea, que foi bastante exigido no clássico e correspondeu à altura.

O empate, no entanto, serviu para desempatar a briga dos times de Manchester pela liderança da Premier League. O United foi a 20 pontos, mas viu o City vencer o Stoke e se isolar na liderança. Já o Liverpool, que vem alternando altos e baixos, soma 13 pontos e aparece apenas no 8º lugar.

Burnley 1 – 1 West Ham United

O West Ham visitou o Burnley no Estádio Turf Moor de olho em vencer pela segunda vez seguida e se distanciar da zona de rebaixamento. E o plano estava dando certo nos primeiros minutos de jogo. Logo aos 19′ o goleiro Joe Hart deu um chutão despretencioso em direção ao gol do Burnley. Michail Antonio ganhou na corrida dos defensores, aplicou o drible da vaca em Pope, que vinha saindo do gol, e estufou as redes.

Apesar da vantagem no marcador, o West Ham viu o jogo se tornar complicado quando o atacante Andy Carroll foi expulso, aos 27′, por receber o segundo cartão amarelo. O jogador de 28 anos e 1,93m de altura foi advertido duas vezes em um espaço de 99 segundos por utilizar o cotovelo.

Mesmo com um jogador a mais, o Burnley só conseguiu o gol de empate no fim da partida. O cronômetro já apontava 85 minutos de bola rolando quando Gudmundsson progrediu pela direita do ataque e conseguiu cruzar na área para Chris Wood, que subiu mais alto que os defensores do West Ham e, de cabeça, igualou o placar.

Crystal Palace 2 – 1 Chelsea

Dono do pior início de temporada da história do futebol inglês, o Crystal Palace finalmente pôs um ponto final em sua série negativa. E com estilo. O time que havia perdido todos os sete primeiros jogos da Premier League e sofrido 17 gols sem ter marcado nenhum finalmente voltou a vencer, e não foi qualquer adversário. Os Eagles derrotaram ninguém menos que o atual campeão Chelsea.

Jogando no Selhurst Park, o Crystal Palace mostrou que aproveitou bem a pausa e saiu na frente logo aos 11′. Townsend conseguiu um cruzamento da linha de fundo e a bola encontrou Cabaye, que tentou a finalização. Mas a bola desviou em Azpilicueta e matou qualquer reação de Courtois. O gol de empate do Chelsea não demorou muito. Aos 18′, em escanteio de Fàbregas, Bakayoko consegue um desvio certeiro, tirando do alcance de Speroni, e coloca os Blues de volta no jogo.

Mas, quando o primeiro tempo já estava para acabar, finalmente um jogador do Crystal Palace balançou as redes. O Chelsea vacilou na saída de bola e Sakho aproveitou, fez o desarme e tocou para Zaha, que invadiu a área e chutou cruzado direto nas redes do gol de Courtois.

Manchester City 7 – 2 Stoke City

Nem mesmo a perda do artilheiro Aguero, por lesão, é capaz de esfriar o ímpeto do Manchester City. Na ausência do argentino, coube ao brasileiro Gabriel Jesus comandar a goleada dos Citizens contra o Stoke City.

O ex-atacante do Palmeiras abriu o placar aos 17′. Enquanto o torcedor do City ainda recuperava o fôlego da comemoração, Sterling ampliou dois minutos depois. Logo mais, aos 27′, David Silva fez mais um para os Sky Blues. Antes do fim do primeiro tempo Diouf, aos 44′, descontou para o Stoke.

Ataque do Manchester City desencanta e garante a liderança da Premier League (Crédito: Twitter Oficial do Manchester City)

Na volta do intervalo o Manchester City veio ainda mais empolgado. Apesar de Walker ter feito um gol contra, diminuindo para o Stoke aos 47′, Gabriel Jesus tratou logo de descontar, fazendo mais um aos 55′. O brasileiro Fernandinho também deixou o dele, aos 60′, e Sané balançou as redes mais uma vez, aos 62′. Bernardo Silva marcou o dele aos 79′ e fechou a goleada, um sonoro 7 a 2 dos Sky Blues contra os Potters.

Com este resultado, o Manchester City chega a 22 pontos e se isola na liderança da Premier League. Com os dois gols desta rodada, Gabriel Jesus chega a seis tentos marcos no inglês e entra na briga pela artilharia da competição, que ainda pertence a Lukaku, do Manchester United, que já balançou as redes sete vezes.

Swansea 2 – 0 Huddersfield Town

O Swansea interrompeu a série de jogos sem vitória ao bater o Huddersfield, que também vem de uma série de resultados negativos, por 2 a 0. Os dois gols foram marcados por Tammy Abraham, um em cada tempo.

No fim da primeira etapa, aos 42′, em uma falha dos visitantes na saída de bola, Tom Carroll se antecipou à defesa e encontrou Abraham na área, que só teve o trabalho de tirar do goleiro e mandar para o fundo das redes. Na volta do intervalo, aos 48′, o camisa 10 do Swansea fez mais um. Narsingh fez boa jogada individual, mas acabou desarmado. No rebote, Jordan Ayew tocou por cima do goleiro e Abraham apareceu em cima da linha para empurrar para dentro.

Os três pontos conquistados no Liberty Stadium dão alívio ao Swansea, que chega a oito, ganha cinco posições na tabela e se afasta da zona de rebaixamento. O Huddersfield segue com nove, três a mais que o Leicester, primeiro time dentro do Z-3.

Tottenham 1 – 0 Bournemouth

O Tottenham ainda não se sente completamente em casa jogando no Estádio Wembley. Mesmo o modesto Bournemouth, vice-lanterna da Premier League, incomodou os Spurs e criou as melhores chances de gol do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, com cerca de um minuto e meio de bola rolando, Christian Eriksen recebeu um passe na altura da meia lua, invadiu a área e bateu firme, direto para as redes. Os Spurs tiveram outras chances e dominaram a segunda metade, com Harry Kane perdendo duas oportunidades de ampliar a vantagem. No fim, o veterano Jermain Defoe veio do banco e levou perigo para os anfitriões, que contaram com Hugo Lloris para garantir a vitória – a primeira do Tottenham como mandante no Wembley.

Watford 2 – 1 Arsenal

Os Hornets seguem fazendo boa campanha na Premier League. O time dos brasileiros Gomes e Richarlison conquistou um importante triunfo contra o Arsenal, um rival direto por uma vaga na Liga dos Campeões da UEFA do ano que vem.

Mesmo jogando fora de casa, no Vicarage Road, foi o Arsenal que saiu na frente. Em cruzamento de Xhaka, aos 39′, Mertesacker desviou de cabeça colocou os Gunners na frente. O Watford só conseguiu empatar no segundo tempo. Um dos destaques do time, o atacante Richarlison sofreu uma falta de Bellerin dentro da área. Na cobrança de pênalti, Deeney fez o gol e deixou tudo igual no placar.

Deeney quase fez mais um, no fim do jogo, aos 83′, mas Mertesacker impediu. Quando o empate parecia ser inevitável, Cleverley, aos 92′, conseguiu fazer o gol que deu a vitória ao Watford. Os Hornets ganham quatro posições na tabela de classificação e aparecem em 4º lugar na Premier League, dois pontos à frente do Chelsea, o 5º colocado, e dois a menos que o Tottenham, o 3º.

Brighton & Hove Albion 1 – 1 Everton

O objetivo das duas equipes era muito claro: vencer para se distanciar da zona de rebaixamento. O zero a zero persistiu no placar até os 82′, quando Anthony Knockaert recebeu uma assistência de Pascal Gross e converteu. O gol parecia ter selado a vitória do Brighton, mas o capitão Bruno derrubou Calvert-Lewin na área no último minuto do segundo tempo. Na cobrança de pênalti, Rooney empatou.

As duas equipes foram para oito pontos conquistados, há dois de distância do Z-3.

Southampton 2 – 2 Newcastle

O Newcastle quer continuar com a boa campanha desde que retornou à elite do futebol inglês. Comandados por Rafa Benítez, os Magpies visitaram o Southampton e saíram na frente, com gol de Hayden, aos 20′. Mas Gabbiadini, no início da segunda etapa, aos 49′, empatou.

O Southampton nem teve tempo de curtir a igualdade no placar. Dois minutos depois do empate, Pérez colocou o Newcastle novamente na frente. Mas os Saints voltaram a igualar, novamente com Gabbiadini, desta vez convertendo uma cobrança de pênalti. Os anfitriões não vencem há três jogos e aparecem em 11º, com nove pontos. Já os Magpies são o 9º colocado, com 11 pontos.

Leicester 1 – West Bromwich

O Leicester nem de longe se parece com a equipe que se sagrou campeã da Premier League duas temporadas atrás. Lutando contra o rebaixamento, os Foxes receberam o West Bromwich, que também vinha de uma sequência sem vencer.

Os visitantes abriram o placar já no segundo tempo, aos 63′, em cobrança de falta de Nacer Chadli. Mas o Leicester conseguiu a igualdade logo depois, aos 80′, com Mahrez. Em cruzamento de Chilwell, Slimani cabeceou para o chão e o argelino balançou as redes pela primeira vez na temporada.

O empate garantiu o sexto ponto do Leicester na Premier League. Os Foxes surgem em 18º na tabela – o primeiro time na zona de rebaixamento.

Johnny Katayama

Sobre Johnny Katayama

Johnny Katayama já escreveu 72 posts nesse site..

Johnny Katayama é jornalista, locutor e apaixonado por esportes – defutebol e basquete até hipismo e xadrez. Entusiasta dos eSports ejogador amador de League of Legends. Narrador e repórter nastransmissões da TV MundoVôlei. Autor do livro: “Galo Guerreiro – osúltimos campeões estaduais da história do futebol profissional deMaringá” (2012).

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Johnny Katayama
Johnny Katayama
Johnny Katayama é jornalista, locutor e apaixonado por esportes – defutebol e basquete até hipismo e xadrez. Entusiasta dos eSports ejogador amador de League of Legends. Narrador e repórter nastransmissões da TV MundoVôlei. Autor do livro: “Galo Guerreiro – osúltimos campeões estaduais da história do futebol profissional deMaringá” (2012).

Artigos Relacionados

Topo