União e Força: conheça a trajetória de superação do CSA

Maior campeão Alagoano já ficou sem calendário e agora possui feito inédito no currículo
União e Força: conheça a trajetória de superação do CSA

O Centro Sportivo Alagoano nasceu no dia 7 de Setembro de 1913, em Maceió. Seus fundadores foram Jonas de Oliveira, Osório Gatto, Entiquio Gomes Filho, Antenor Barbosa Reis, Francisco Rocha Cavalcante, Arestides Ataíde de Oliveira, Antônio Miguel de Oliveira e Vicente Grossi. Embora hoje possua esse nome, houveram outros antes: Centro Sportivo Sete de Setembro e Centro Sportivo Floriano Peixoto. Somente em 1918 o clube passou a ser chamado de CSA e assim começou a trajetória do maior campeão de Alagoas.

DIFICULDADES

O Azulão é o maior campeão Alagoano, com 39 títulos. Entretanto, nem tudo são flores nessa história. O clube viveu momentos tristes, como o rebaixamento no estadual em 2003. Em 2004, na segundona, o CSA chegou à semifinal como grande favorito, mas foi surpreendido e eliminado pelo Ipanema. No ano seguinte o clube conseguiu conquistar o acesso e foi campeão da Segunda Divisão batendo o Comercial na decisão por 5 x 0 no placar agregado.

No ano de 2009, novamente contra o seu maior rival, o CSA entra em campo precisando vencer para assim poder escapar do tão temido rebaixamento. Porém, o time não conteve seu maior rival e perdeu a partida por 2 x 1, sendo o último gol feito por Da Silva, ex-jogador do clube, que teve que amargar o rebaixamento e as vaias da torcida pelo segunda vez em sua história.

Ademais, nos anos de 2014 e 2015, o Azulão não atingiu a classificação para nenhuma competição fora do estado, ficando sem calendário regional e nacional. Com isso, o time atuava apenas nos três primeiros meses do ano, pelo Campeonato Alagoano. Após o torneio, o clube encerrava suas atividades no referente ano.

2016 – O ACESSO

Em 2016, o CSA voltou a formar um time competitivo e nadou de braçada no Campeonato Alagoano. Após uma campanha praticamente perfeita na primeira fase e no hexagonal, somando uma única derrota em 15 partidas, o clube eliminou o Murici na semifinal e se garantiu na decisão do estadual. Apesar do favoritismo contra o rival, o Azulão do Mutange acabou derrotado por 2 x 0 no jogo de ida e sofreu nova derrota na volta por 1 x 0.

Na Série D, o CSA manteve o bom momento e conseguiu fazer mais uma ótima campanha garantindo o acesso à Terceira Divisão após vencer o paulista Ituano por 1 x 0 no Rei Pelé, depois de haver vencido na ida por 2 x 1. Na final, porém, o time foi goleado pelo Volta Redonda por 4 x 0 e ficou com o vice.

2017 – CAMPEÃO BRASILEIRO SÉRIE C

No Alagoano de 2017 o CSA se classificou para a final pelo segundo ano e novamente foi derrotado pelo arquirrival CRB na decisão, perdendo por 1 x 0 no jogo de ida e um emocionante 3 x 2 na volta. Posteriormente, na Série C, o clube deu sequência ao bom trabalho iniciado no ano anterior e acabou se sagrando como campeão. O adversário da decisão foi o gigante Fortaleza. Mesmo assim, o Todo Poderoso venceu o jogo de ida por 2 x 1 no Castelão e confirmou o título com empate sem gols no Rei Pelé. Assim o clube conquistava seu primeiro título nacional, sendo também o primeiro clube alagoano a conquistar um título a nível nacional.

https://www.instagram.com/p/BajseJBnDaE/?igshid=168idtbgmxjlz

2018 – TÍTULO E ACESSO

Apesar de haver uma grande expectativa em volta do CSA para a temporada 2018, por causa dos bons resultados recentes da equipe, o clube começou a temporada de forma irregular e com uma campanha decepcionante na Copa do Nordeste, em que foi eliminado na primeira fase com cinco empates, uma derrota e nenhuma vitória. Em contrapartida, no Campeonato Alagoano, o Alviceleste chegou à final pelo terceiro ano consecutivo. Na final bateu seu rival por 2 x 0 no jogo de volta, conquistando seu 38° título estadual encerrando um jejum de dez anos. Em seguida, no Campeonato Brasileiro Série B, chegou ao vice-campeonato e conquistou, na última rodada, o acesso à Série A.

FEITO INÉDITO

Ao conquistar o acesso, o Azulão se tornou o primeiro clube que chega à Série A vindo de três acessos consecutivos. O feito inédito no país refletiu fora dele também. Pelo Twitter, o clube italiano Parma parabenizou o CSA, pois passou por situação idêntica. Em 2015, a equipe italiana, ao cair para a série D, decretou sua segunda falência. No ano seguinte, retomou suas atividades e se reestruturou até conseguir alcançar a série A do Calcio em 2019.

2019 – Série A

A trajetória do CSA na elite do futebol se encerrou junto ao Campeonato Brasileiro de 2019, com o rebaixamento para a Série B. Entretanto, a história de superação continua. O clube se despediu com 32 pontos e a frente de participantes mais tradicionais como Avaí e Chapecoense. Ademais, deu trabalho para gigantes como Palmeiras, Flamengo e Santos em seus jogos. Conquistou vitórias grandes em cima de Cruzeiro, Fluminense e Internacional em seus respectivos estádios. E, acima de tudo, expôs a paixão de seu torcedor que não o abandonou um só momento.

Foto destaque: Reprodução/TNH1

Alexandre Vieira

Sobre Alexandre Vieira

Alexandre Vieira já escreveu 82 posts nesse site..

Sou Alexandre Vieira, 30 anos - com carinha de 25 -, estudante de Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Quando moleque, sonhava em ser jogador, porém não tive oportunidade. Daí nasceu a paixão pelo jornalismo e a esperança de assim poder ficar famoso, realizar o sonho de me aproximar de ídolos, estádios e cobrir competições históricas. Tenho um senso de humor gigante e sou legal até quando meu time perde.

365 Scores

BetWarrior


Alexandre Vieira
Alexandre Vieira
Sou Alexandre Vieira, 30 anos - com carinha de 25 -, estudante de Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Quando moleque, sonhava em ser jogador, porém não tive oportunidade. Daí nasceu a paixão pelo jornalismo e a esperança de assim poder ficar famoso, realizar o sonho de me aproximar de ídolos, estádios e cobrir competições históricas. Tenho um senso de humor gigante e sou legal até quando meu time perde.

Artigos Relacionados

Topo