Um olho na liderança e outro no rebaixamento da Super Lig

Quatros jogos fecham a rodada oito do Campeonato Turco
Um olho na liderança e outro no rebaixamento da Super Lig

Após as surpresas do sábado, a Super Lig volta a estar em evidência neste domingo (7). O dia é recheado de times que precisam fazer melhor para subir na tabela, ou deixar aquela incômoda zona da degola de lado. Vejamos o que acontece melhor.

Super Lig – 8ª Rodada

Yeni Malatyaspor x Sivasspor

Logo cedo, às 7h30 (horário de Brasília), o Malatyaspor tenta aumentar sua invencibilidade no campeonato, contra o Sivasspor. Os donos da casa, empataram na última rodada por 1 x 1, contra o Basaksehir. Apesar de estar a dois jogos sem perder, o time só venceu uma nos últimos cinco confrontos. Já os visitantes, venceram a segunda na Super Lig, ao bater o Bursaspor 2 x 0, e de quebra, saindo Z3. Para melhorar a marca, é necessário corrigir os erros como visitante, pois o time de Robinho e cia., perdeu duas e empatou uma em três jogos.

https://twitter.com/SivassporKulubu/status/1047156145679425536

A curta história do confronto, coloca o Sivasspor como maior vencedor, com dois tentos, um para o Malatyaspor e um empate. No Yeni Malatya Stadyumu, o time da casa está invicto com uma vitória e um empate. No último encontro, vitória do Yeni Malatyspor pelo placar de 1 x 0, em janeiro deste ano.

Fenerbahçe x Istanbul Basaksehir

O grande jogo do domingo, acontece ao meio-dia. Frente a frente, Fenerbahçe e Basaksehir lutam por objetivos distintos. Os donos da casa, vivem momento delicado na Super Lig, pois estão em posição perigosa e um vacilo os deixam na zona do rebaixamento. Com apenas sete pontos, o jogo em casa é crucial para subir na tabela, já que o time só venceu uma em seus domínios. Nos visitantes, a invencibilidade já dura cinco jogos no campeonato, mas os últimos pontos perdidos, afastaram o time da disputa pela liderança, que está a um ponto.

https://twitter.com/ibfk2014/status/1048163923558617088

No geral, foram 22 jogos entre as equipes, e os Canários levam vantagem 10 x 8 em vitórias contra os rivais. No Şükrü Saracoğlu Stadı, o Basaksehir só venceu uma vez em 11 confrontos. Em fevereiro deste ano, o Fenerbahçe venceu por 2 x 0, fora de casa.

Akhisarspor x Trabzonspor

13h é o horário do terceiro jogo do domingo de Super Lig. O Akhisarspor recebe o Trabzonspor, querendo sair da ingrata zona de rebaixamento, conseguindo sua segunda vitória no ano. O time está invicto em casa e a torcida será fundamental para o time manter o retrospecto. Já nos visitantes, a vitória contra o Kasimpasa na rodada passada, pode servir de ânimo para o time deslanchar na temporada e escalar o pelotão da frente. Em décimo, com dez pontos, precisa e muito de seu principal jogador, o colombiano Rodallega, que já marcou cinco gols no torneio.

No jogos anteriores, melhor para o Akhisarspor com seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas para o adversário. No Spor Toto Akhisar Stadyumu, o duelo está equilibrado com três vitórias para cada lado e um empate. Na temporada passada, mais precisamente em março de 2018, o Trabzonspor venceu por 3 x 1.

Konyaspor x Besiktas

Finalizando o dia e a rodada da Super Lig, às 14h30, temos o Konyaspor que irá receber o Besiktas. Os donos da casa vivem um momento de altos e baixos na competição, tendo vencido dois e perdido outros dois jogos, nos últimos cinco. O time precisa ser mais regular, algo que em seus domínios, venceu apenas uma vez três oportunidades. Para o Besiktas, o momento é de tranquilidade, já que não perde há quatro jogos. Com as atenções voltadas a Super Lig, o alvinegro pode assumir o topo da tabela.

O confronto aconteceu em 38 oportunidades, com vantagem para o Besiktas com 19 vitórias, contra sete do Konyaspor. No Konya Büyükşehir Belediye Stadyumu, os empates prevalecem, ocorrendo dez vezes, seis vitórias dos visitantes e três dos mandantes. Em fevereiro, os times não passaram do 1 x 1 no placar.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 856 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

BetWarrior


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo