Tudo em 1 x 1 no Campeonato Paraense

Curiosamente o mesmo placar se repetiu na cinco partidas do final de semana
Tudo em 1 x 1 no Campeonato Paraense

Sim! O mesmo placar nas cinco partidas. Só deu 1 x 1 como resultado na 8ª rodada do Campeonato Paraense 2019. Com um ponto para as 10 equipes do torneio, umas ficaram satisfeitas, outras queriam mais, porém teve time que não gostou nada dessa situação. Acompanhe os momentos importantes.

Parazão 2019 – 8ª Rodada

Remo 1 x 1 Independente

No sábado, o Leão recebeu o Galo Elétrico no Mangueirão e não conseguiu segurar a vitória. Mário Sérgio abriu o placar o time azulino aos 42 minutos da etapa inicial, após dividida com o marcador. Na reta final da partida, aos 37′ do segundo tempo, Joãozinho converteu pênalti sofrido por Tiago Mandi e colocou um ponto para cada lado na tabela. Assim, o Remo chega a 15 pontos, sendo líder do Grupo A1, já o Independente é o 2º na outra chave com 17 pontos conquistados.

Tapajós 1 x 1 São Francisco

Em mais um clássico santareno, o Boto rivalizou contra o Leão para 453 pessoas presentes no Colosso do Tapajós. Aos 36 minutos do primeiro tempo, Alexandre abriu o placar de falta para o time azul. Mas logo no começo da etapa final, aos 14′, após confusão na área a bola sobrou para Daivison balançar a rede e pôr um ponto final no duelo em Santarém. O Tapajós fica com sete pontos na tabela, em quarto lugar do Grupo A2, enquanto isso o São Francisco é o lanterna da outra chave, com cinco. Os dois correm sérios riscos de rebaixamento para a 2ª divisão.

Paragominas 1 x 1 Águia de Marabá

Na Arena Verde, o Jacaré enfrentou o Águia precisando vencer para encostar na zona de classificação para as semifinais. Porém, foi o Azulão que saiu na frente, aos 46 minutos, com Ângelo. Na etapa complementar, Bilau conseguiu fazer o gol de empate do time da casa, aos 35′ e deu números finais a disputa. Assim, com nove pontos os visitantes estão na 2ª posição do Grupo A1, podendo garantir uma vaga nas semifinais na próxima rodada. Já os mandantes estão em 3º no grupo A2, e se não ganharem, devem pegar o caminho inverso e serem eliminados.

Paysandu 1 x 1 Castanhal

No domingo pela manhã, o Papão recebeu o Japiim na Curuzu. Aos 11′ do segundo tempo, Thiago Primão cruzou pela esquerda e Paulo Henrique cabeceou firme, livre de marcação, para abrir o placar para os mandantes. Mas aos 36 minutos, Heliton chuta, a bola bate na mão de Bruno Oliveira e o árbitro marca pênalti para os visitantes. Fabinho bateu, converteu e fechou o placar. Com a igualdade, o Paysandu chega a 18 pontos, sendo líder do Grupo A1, mas demitiu seu treinador João Brigatti, após a partida. Já o Castanhal fica com sete na tabela, em 4ª da outra chave e ver o rebaixamento bem de perto.

São Raimundo 1 x 1 Bragantino

A bola parada foi crucial no duelo entre Pantera e Tubarão, no Colosso do Tapajós, para 710 pessoas presentes. O primeiro gol saiu aos 14′ do segundo tempo, no chute forte de Irlan. Entretanto, na reta final da partida, Marco Goiano acertou o ângulo do goleiro Jhones e finalizou a partida. Assim, as duas equipes ficam em situações complicadas para o restante do campeonato: o São Raimundo é o lanterna do Grupo A2 e pode decretar o rebaixamento na próxima rodada. Sem vencer há quatro jogos, o Bragantino está em 3º no A1 e mais um tropeço o time é eliminado do torneio.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 773 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


 

365 Scores

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo