Torcidas voltam a acompanhar os jogos dentro do estádio na França

- Partida entre PSG e La Havre recebeu quase 5 mil espectadores
Torcidas voltam a acompanhar os jogos dentro do estádio na França

Pela primeira vez, desde que o coronavírus interrompeu os esportes e os países adotaram medidas de proteção para conter o contagio pela covid-19, os espectadores voltaram aos estádios de futebol. Essa já é uma realidade pelo menos na França. Isso porque, neste domingo (12), o PSG goleou o Le Havre, por 9 x 0, diante de quase 5 mil torcedores no estádio do rival, da segunda divisão francesa. Além disso, o futebol francês ainda terá final da Copa da França e da Copa da Liga, que estão programadas para acontecer no Stade de France, em Paris. Ambas as partidas devem receber torcedores também.

Porém, em um cenário global, ainda são poucos locais que seguem essa tendência de retorno dos espectadores ao campo. Pelo menos na elite do futebol. Isso porque, dos 50 melhores países colocados no último ranking da Fifa, apenas seis autorizam torcida em jogos de sua principal competição nacional. Além da Franca, a maioria dos países é localizada no Leste Europeu – somente Suíça e Dinamarca não fazem parte da região.

Medidas de segurança marcam a volta das torcidas na França

Apesar da liberação para a torcida frequentar os estádios, o jogo foi marcado por medidas de proteção, o que deve ser tendência no futebol mundial. Por exemplo, os espectadores tiveram que usar máscaras para entrar na arena, embora muitos os tenham tirado uma vez sentados em seus assentos. Famílias e amigos sentaram-se juntos em grupos, no entanto estes grupos permaneceram separados. Além disso, os envolvidos com a partida (staff, jornalistas, comissões técnicas, etc) usavam máscaras e luvas. Assim como, fotógrafos e cinegrafistas de campo tiveram que pisar, com seus sapatos, em bandejas de desinfetante. E os alto-falantes estavam sempre lembrado aos presentes o distanciamento social.

Essa volta gradual das torcidas deve ser tendência, pelo menos na Europa, caso os países apresentem resultados positivos nas ações de combate à covid-19. O presidente da UEFA Aleksander Ceferin já tinha afirmado em entrevista, em maio, a um jornal esloveno, que acreditava no retorno do público aos estádios em setembro. “A humanidade sobreviveu a muitas guerras e muitas epidemias e, sem dúvida, sobreviveremos ao novo coronavírus. Eu espero que os fãs retornem aos estádios de futebol no outono”, afirmou Ceferin na ocasião.

Embora essa volta seja marcada pela diferença em relação a tradicional festa que se vê nas arquibancadas lotadas e torcidas organizadas. Isso por causa de todas as medidas necessárias para garantir a segurança das pessoas. Sobre isso, em seu Instagram, a jornalista esportiva Isabela Pagliari, que fez a cobertura da partida no estádio, comentou sobre as torcidas na França. “Foi uma experiência diferente, estranha e curiosa. Máscaras, distanciamento social e álcool gel. A única coisa que não dá pra esconder é como eu estou feliz”, contou.

Foto destaque: reprodução/Reuters

Carla Taíssa

Sobre Carla Taíssa

Carla Taíssa já escreveu 68 posts nesse site..

Estudante de jornalismo, escritora e fotógrafa freelancer. Futebol, esportes de velocidade, futebol americano e basquete são suas paixões quando não está escrevendo ou viajando. Conheça suas fotos no Instagram @25springs.

365 Scores

BetWarrior


Carla Taíssa
Carla Taíssa
Estudante de jornalismo, escritora e fotógrafa freelancer. Futebol, esportes de velocidade, futebol americano e basquete são suas paixões quando não está escrevendo ou viajando. Conheça suas fotos no Instagram @25springs.

    Artigos Relacionados

    Topo