Top 5 jogadores com mais partidas na história do Brasileirão

- A lista ainda conta com três jogadores em atividade e como vice-líder perto de bater o recorde do primeiro colocado
Top 5 jogadores brasileirão

A poucas semanas da estreia do Campeonato Brasileiro 2019, surgem algumas estatísticas para embasar quem são os maiores jogadores da competição ou os que detém os feitos mais honrosos ou recordes. Com isto, o FNV elaborou um Top 5 jogadores com maior número de partidas na história do torneio desde que ele iniciou, em 1959. Porém, um detalhe interessante é que o vice-líder pode assumir o posto de jogador com mais partidas na história do campeonato em 2019 caso faça, pelo menos, 18 jogos.

Top 5 jogadores com mais partidas em Campeonatos Brasileiros

1 – Rogério Ceni (aposentado) – 575 jogos

O eterno capitão e maior ídolo da história do São Paulo não só conquistou apenas o tricampeonato com o Tricolor do Morumbi, como também é o jogador com mais partidas na história dos Campeonatos Brasileiros, com 575 partidas disputadas. No período entre 1959 e 2015, nenhum jogador atuou mais que ele, sendo que disputou entre 1993 e 2015, ano em que se aposentou.

Além do posto de jogador com mais jogos na história do Brasileirão, Rogério Ceni também acumula outros recordes, como o maior número de gols para um goleiro na história do futebol (132 gols na carreira), jogador que mais vezes foi capitão em uma equipe (982 jogos) e maior número de vitórias em uma mesma equipe (601 vitórias). O goleiro também é o recordista de jogos na Copa Libertadores da América.

2 – Fábio (Cruzeiro) – 559 jogos

O goleiro da Raposa segue os passos de Ceni para se tornar o jogador com mais partidas no Campeonato Brasileiro. Há 14 anos na equipe mineira, o camisa 1 já bateu inúmeros recordes também e caminha para ultrapassar Rogério, que atualmente é treinador do Fortaleza. Com mais de 800 partidas com a camisa da Raposa, o goleiro é o jogador com mais partidas pela equipe na Copa Libertadores da América, com mais de 50 jogos.

Contratado em 2005, após sair do Vasco da Gama brigado com o então presidente, Eurico Miranda, o goleiro já soma mais de 550 jogos em Campeonato Brasileiros e pode chegar a liderança deste ranking, caso dispute todas as partidas deste primeiro turno. Pelo Cruzeiro, Fábio foi bi-campeão brasileiro, em 2013 e 2014.

3 – Leonardo Moura (Grêmio) – 481 jogos

Ao contrário dos dois primeiros, o lateral direito Leo Moura disputou o Brasileirão por sete clubes diferentes. O jogador, que disputou pela primeira vez a competição com a camisa do Botafogo, em 2001, passou ainda pelo Palmeiras, São Paulo, Fluminense até chegar ao Flamengo, clube onde ficou por mais de nove temporadas e ajudou a equipe a conquistar o título de 2009. No começo de 2015, o jogador anunciou a saída do clube, fechando um ciclo de dez anos com a camisa rubro-negra.

Em 2016, o jogador voltou a disputar o Brasileirão pela equipe do Santa Cruz, marcando três gols pelo clube. Ao fim da temporada, foi contratado pelo Grêmio, clube onde conquistou a Copa Libertadores da América, em 2017 e onde ainda segue atuando.

4 – Paulo Baier (aposentado) – 404 jogos

Paulo Baier, jogador folclórico do futebol brasileiro, não podia estar fora da lista. Com mais de 14 clubes diferentes em seu currículo, o meia é o único desta lista que não foi campeão da competição. Começou a carreira no São Luiz, do Rio Grande do Sul e em 1997 se transferiu para o Criciúma. Ao longo de mais de 20 anos de carreira, Baier colecionou alguns títulos individuais como maior artilheiro da história dos Campeonatos Brasileiros entre novembro de 2010 e maio de 2015, quando foi ultrapassado por Fred.

5 – Danilo (Vila Nova-GO) – 381 jogos

O meia Danilo não passou por muitos clubes no Brasil, apenas quatro, mas sempre foi destaque por onde passou. Começou a carreira no Goiás, em 1996 onde se destacou durante todo o período em que esteve no clube esmeraldino, até que foi contratado em 2005 pelo São Paulo. Pelo Tricolor, o jogador foi campeão da Copa Libertadores e do Mundial, em 2005, além de levantar a taca do Brasileiro de 2006. No fim de 2006, o jogador se transferiu para o futebol japonês.

Em 2010, foi anunciado pelo Corinthians, para a disputa do Brasileiro e da Libertadores, no ano do centenário do clube. Em 2011, após o fracasso na Libertadores, o jogador foi peça fundamental na conquista do título brasileiro daquele ano. Com atuações cruciais no principais jogos, Danilo caiu nas graças da torcida e se tornou ídolo do clube. Em 2012, ano da conquista do tão sonhado título continental, o jogador foi decisivo e marcou o gol que colocou a equipe na final, pela primeira vez na história. Danilo ainda conquistou os títulos brasileiros de 2015 e 2017 e no fim de 2018 foi anunciado no Vila Nova-GO.

 

Avatar

Sobre Yan Arvani

Yan Arvani já escreveu 45 posts nesse site..

Formado em Jornalismo pela UNIP, em seus 22 anos de vida sempre esteve ligado ao futebol, seja assistindo com o vô todos os jogos que passam na TV (como faz até hoje) ou indo aos estádios, o futebol corre em sua veia. Apaixonado pelo rádio e pela escrita, está sempre em busca de conhecer ainda mais sobre esse esporte fascinante.

365 Scores

BetWarrior


Avatar
Yan Arvani
Formado em Jornalismo pela UNIP, em seus 22 anos de vida sempre esteve ligado ao futebol, seja assistindo com o vô todos os jogos que passam na TV (como faz até hoje) ou indo aos estádios, o futebol corre em sua veia. Apaixonado pelo rádio e pela escrita, está sempre em busca de conhecer ainda mais sobre esse esporte fascinante.

Artigos Relacionados

Topo