Top 10 indícios para acreditar no hexa

Confira 10 motivos para crer na sexta estrela brasileira
Hexa

Estamos há três dias da Copa do Mundo e ansiosos para que a Seleção Brasileira possa erguer seu sexto troféu na história da maior competição de futebol do planeta. Os canarinhos estão cotados como um dos favoritos a conquista do mundial. Veja 10 motivos para acreditar que o hexa é realidade!

TOP 10 INDÍCIOS PARA ACREDITAR NO HEXA

1 – História e camisa

O primeiro é óbvio: Brasil é o maior campeão do mundo! São 5 conquistas em 20 edições: 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002, sem contar os vices campeonatos em 1950 e 1998. Nunca se deve duvidar de um time com tanta história dentro da competição e de um país que respira futebol, além de ser o único time a participar de todas as edições de Copa do Mundo.

Cafu erguendo a taça de 2002 (Reprodução/Site Uol)

2 – Qualidade dos jogadores

A seleção brasileira está recheado de jogadores que são estrelas e protagonistas em seus clubes europeus: o goleiro Alisson foi um dos principais nomes da campanha da semifinalista Roma na Champions League; Marcelo é um dos atuais ídolos do Real Madrid e o melhor lateral esquerdo da atualidade; Thiago Silva é capitão e principal zagueiro na equipe do PSG faz alguns anos; Casemiro foi exaltado por Zidane muitas vezes como uma das principais peças-chaves para seu time ter sido tão vitorioso; Paulinho chegou com desconfiança no Barcelona e logo a adquiriu, jogando bem, marcando gols e sendo uma grande surpresa para a torcida; Philippe Coutinho saiu do Liverpool como um dos principais nomes do time e foi para o Barcelona sendo uma contratação de peso e de muita comemoração para os catalães; William foi considerado por torcedores o principal jogador do Chelsea na temporada, além de ter marcado o gol mais bonito; Gabriel Jesus chegou e se destacou no Manchester City muito rápido, sendo importante para Guardiola durante o ano. E, por fim, Neymar, craque em qualquer time que vá é estrela mundial.

(Reprodução/Leonhard Foeger/Reuters)

3 – Estatísticas da era Tite

Desde que assumiu a seleção, Tite comandou a equipe em 21 jogos, com 20 vitórias e uma derrota. Além disso, não tomou gol em 16 deles. Transformou um time desacreditado pela torcida no primeiro a se classificar para a Copa do Mundo, primeiríssimo nas eliminatórias e segundo no ranking mundial, atrás somente da rival Alemanha. Sua única derrota foi de 1 x 0 para a Argentina em um jogo não muito importante e sem os principais nomes.

Tite comemorando gol de Paulinho (Reprodução/Lucas Figueiredo/CBF)

4 – O desejo de mudar a história recente

Temos a absoluta consciência de que o Brasil é a maior seleção do mundo de futebol. Porém, os 7 x 1 frente a Alemanha ainda martelam na cabeça dos brasileiros e traz um sentimento de desconfiança. Foi traumatizante ser humilhado dessa maneira e jogando em casa. O atual elenco, com toda certeza, tem o desejo de vingar essa situação e trazer o hexa para a torcida, deixando um pouco de lado esse fato recente na história da seleção (mesmo que neguem o fator vingança).

Muller comemorando um gol no vexame 7 x 1 (Reprodução/Imortais do Futebol)

5 – 16 anos sem um Mundial

A seleção Brasileira está 16 anos sem erguer um troféu da Copa do Mundo. O maior período de seca foram 24 anos, do tri de 1970 ao tetra de 1994. Seca que já incomoda todos os brasileiros, afinal, todas as copas vem como um dos favoritos ao título.

Dunga erguendo a taça de 1994 (Reprodução/Getty Imagens)

6 – Elenco

Além dos jogadores na equipe titular, em um tópico que fiz acima, o Brasil também conta com ótimos nomes substitutos tanto na parte ofensiva como na defensiva. A equipe tem jogadores o suficiente para suprir posições que precisarem. Ederson, Filipe Luís, Marquinhos, Geromel, Fernandinho, Douglas Costa e Roberto Firmino são tão protagonistas em suas equipes quanto os titulares da seleção.

Elenco embarca para a Rússia em busca do hexa (Divulgação/Twitter Oficial CBF)

7 – Adenor Bacchi, o técnico Tite

No terceiro tópico exaltei as estatísticas da era Tite na seleção. Porém, não é só isso que faz o treinador e sua equipe se destacarem. Sempre deixo muito claro que, além de técnico, acredito que seja um “psicólogo” e amigo de seus atletas. Em suas coletivas, é perceptível a sabedoria dele e o quanto privilegia o bem estar de seu time, sem contar em sua consistência e carreira vitoriosa: ganhou dois campeonatos brasileiros, um mundial e a tão sonhada Libertadores com o Corinthians. Foi campeão em quase todos os times que passou. Acredito muito no trabalho dele!

Tite comemora vitória do Brasil (Reprodução/Leonhard Foeger/Reuters)

8 – União do grupo

É perceptível a união deste grupo, e isso é muito importante. Um time unido é um dos principais motivos para um título. Se fechar, concentrar e buscar a taça. A união dá força e o Brasil é MUITO forte!

Trio comemora gol (Reprodução/Uol)

9 – A lesão de Daniel Alves

O lateral direito e capitão de Tite machucou o joelho e não tem condições de disputar o Mundial. Muito triste para o Brasil, que perde muito sem ele. Porém, devemos ver sempre os pontos positivos em meio as situações que nos incomodam. Essa lesão pode virar um motivo a mais para os atletas se fecharem e trazerem o título para cá. Agora, pensando na superstição, Emerson, capitão de 2002, foi cortado pouco antes por lesão. Daniel Alves, capitão de 2018, foi cortado pouco antes por lesão.

Daniel Alves se machuca pouco antes da Copa (Reprodução/Franck Fife/AFP)

10 – Neymar

Não só na camisa e no tópico, mas no futebol. Você querendo ou não, Neymar é um dos principais jogadores da atualidade. Para muita gente, está atrás somente de Messi e Cristiano Ronaldo historicamente, por conta das conquistas dos dois, mas no mesmo patamar com seu futebol atual. Acredito que seja o momento dele conquistar este título. O camisa 10 tem 26 anos e já é o quarto maior artilheiro da seleção, empatando com número de gols de Romário, com 55 tentos marcados. Tenho absoluta certeza que ele pode ser o cara do hexa e marcar mais ainda seu nome no país. O hexa vem!

Neymar comemora em homenagem a Romário (Reprodução/Veja)
Renan Tomy

Sobre Renan Tomy

Renan Tomy já escreveu 19 posts nesse site..

Renan Tomy, 22 anos, jornalista e apaixonado por futebol! Comecei no ramo da bola com sete anos, jogando no meu primeiro time. Desde então, minha vida se tornou este esporte. Fui redator de um blog no período da faculdade e já fiz diversos trabalhos envolvendo o time da minha cidade.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Renan Tomy
Renan Tomy
Renan Tomy, 22 anos, jornalista e apaixonado por futebol! Comecei no ramo da bola com sete anos, jogando no meu primeiro time. Desde então, minha vida se tornou este esporte. Fui redator de um blog no período da faculdade e já fiz diversos trabalhos envolvendo o time da minha cidade.

Artigos Relacionados

Topo