Superliga Chinesa pode retornar com formato diferente, diz chefe do futebol chinês

- A Associação Chinesa de Futebol tem três opções de calendário para o Campeonato Nacional dessa temporada
Chen Xuyuan

Chen Xuyuan, Presidente da Associação Chinesa de Futebol (CFA), disse na última quinta-feira (7) que a Superliga Chinesa (CSL) de 2020 pode começar no final de junho, com um formato diferente, após meses de adiamento. De acordo com ele, o órgão já fez três opções de formato pro campeonato deste ano e também mostrou preocupação com o calendário dos jogos internacionais e o impacto financeiro nos clubes.

Chen se tornou o novo chefe da CFA no ano passado. Ainda, revelou que a Associação vem trabalhando na preparação de equipes nacionais. Mas, nas diretrizes da reforma do futebol na China e na reforma institucional, além de planos diferentes para a Superliga suspensa. Contudo, a atual temporada estava marcada para começar dia 22 de fevereiro, mas foi adiada por causa do surto do coronavírus na China.

“O plano A é terminar a temporada com 30 rodadas. Temos um plano B se a liga começar no final de junho e terminar em dezembro, e também projetamos o plano C para um reinício posterior. Se cumprirmos o plano B, teremos apenas quatro meses, por causa do calendário da equipe nacional e da Liga dos Campeões da AFC, pois podemos dividir as 16 equipes em dois grupos e decidir o campeão e o rebaixamento em duas fases”, afirmou Chen.

“Existem dois pilares nos planos: em primeiro lugar, retomaremos a Superliga assim que cumprirmos os protocolos médicos. Em segundo lugar, a Superliga precisa de ajustes para garantir a qualidade das partidas. As partidas no início da temporada serão disputadas sem a presença de torcedores, e abriremos as portas gradualmente”, acrescentou o presidente da Associação.

Jogos internacionais

As partidas internacionais também foram adiadas devida a pandemia da Covid-19. Sobretudo, as eliminatórias asiática para Copa do Mundo de 2022, que deveria ser concluídas em junho. Chen, ainda lembrou que os quatro jogos das equipes chinesas na Champions da Ásia, devem ser disputados em setembro a novembro.

“Estamos nos comunicando com a AFC e a FIFA nos últimos dois meses. É quase certo que a segunda rodada das eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo da FIFA 2022 terminará durante esse período, e nossa equipe também está se preparando para isso com base nisso calendário.” disse Chen.

“A prevenção da pandemia ainda é a prioridade. Nós diminuímos as restrições na China, mas as situações no exterior ainda são graves. Temos quatro jogos restantes, incluindo um jogo fora contra Guam, portanto devemos também seguir os protocolos médicos locais”. Chen alertou.

O Presidente da Associação ainda mencionou que o futebol feminino Chinês conseguiu duas vitórias e um empate na fase de qualificação olímpica anterior.

“Os playoffs de duas pernas marcados para começar no início de 2021 são incrivelmente importantes; tentaremos o melhor possível para garantir uma vaga em Tóquio 2020″, enfatizou.

Impacto financeiro

O ex-presidente do Grupo Internacional de Portos de Xangai (SIPG) pediu aos jogadores das ligas profissionais chinesas que cortem salários temporariamente pois a maioria dos clubes está enfrentando dificuldades financeiras em meio à pandemia. Contudo, Chen ainda insistiu que o equilíbrio financeiro era a pedra angular de uma liga de futebol saudável. Mas, admitiu que poucos clubes na China têm a capacidade de obter lucros nesse momento.

“Reconhecemos o impacto econômico que a pandemia trouxe para os investidores. Como órgão governante do futebol chinês, devemos ajudá-los através de regulamentos para reduzir os gastos básicos e extras, em vez de apoiá-los com subsídios em dinheiro. Esse método não está disponível no momento. Promovemos uma proposta oficial de que, em discussões suficientes entre os respectivos clubes e jogadores, os cortes salariais deveriam ser implementados em uma proporção razoável, de 30 a 50% “, disse ele.

Superliga sob comando dos clubes

A Associação Chinesa de Futebol fez um comitê profissional da liga no final de 2019 para controlar a Superliga. Mas, a administração da liga será dos clubes chineses. Basicamente, é um esforço para incentivar seu desenvolvimento comercial. Entretanto, esse comitê, levantou dúvidas, pois a CFA ainda administra o campeonato. Contudo, Chen encolheu os rumores sugerindo que o CFA não estava disposto a descentralizar.

Chen insistiu: “Isso não está correto. Na verdade, fizemos ajustes no nosso plano original. Estamos finalizando os capítulos, e o comitê profissional da liga será estabelecido dentro de um ou dois meses. O CFA não estaria mais envolvido no dia-a-dia da liga, funcionando como órgão de supervisão“, acrescentou.

Foto destaque: Reprodução / Xinhua / Divulgação /China Daily.

Kaliel Serafin

Sobre Kaliel Serafin

Kaliel Serafin já escreveu 165 posts nesse site..

Kaliel, 19 anos, estudante de jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi.

365 Scores

BetWarrior


Kaliel Serafin
Kaliel Serafin
Kaliel, 19 anos, estudante de jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi.

Artigos Relacionados

Topo