Show de Neymar e quebra de recorde marcam 3ª rodada da Ligue 1

Mais de 47 mil pessoas estiveram presentes no Parc des Princes neste domingo (20) para ver Neymar jogar em casa pela primeira vez pelo PSG. E o camisa 10 fez valer o preço do ingresso e retribuiu o carinho da torcida com um show de futebol. Com dois gols e duas assistências, comandou o time parisiense em uma sonora vitória por 6 a 2, ultrapassando o Monaco e assumindo a liderança da Ligue 1 graças ao saldo de gols.

Por falar em Monaco… O atual campeão francês visitou o Metz na abertura da rodada, na última sexta (18), e fez história na Ligue 1. Liderados pelo artilheiro da competição e capitão Falcao Garcia, o time do principado conquistou a 15ª vitória consecutiva, novo recorde do campeonato. A conquista foi tamanha que recebeu elogios até mesmo do Bordeaux, antigo detentor da marca, que já tinha chegado a 14 triunfos seguidos.

Confira a rodada:

Metz 0 x 1 Monaco

Na expectativa de ser negociado, o atacante Mbappé sequer foi relacionado pelo técnico Leonardo Jardim para o jogo contra o Metz. Sem o jovem craque, as duas equipes fizeram um primeiro tempo morno, com poucas chances de gol.

Na etapa complementar o Monaco entrou em campo com outra postura, determinado a mostrar a força de sua linha ofensiva. Apesar da pressão, o gol veio apenas aos 32’, quando Rachid Ghezzal, contratado junto ao Lyon no início da temporada e fazendo o primeiro jogo pelo time do principado, lançou Falcao García dentro da área. O colombiano deixou o goleiro Didillon para trás com apenas um toque na bola e mandou para o fundo das redes. Foi o quinto gol dele em apenas três rodadas pela Ligue 1, artilheiro da competição.

O eficiente ataque do Monaco perde a sequência de marcar pelo menos 2 gols por jogo, que já durava nove partidas, mas ganha o novo recorde de vitórias consecutivas pela Ligue 1: já são 15 triunfos seguidos. Buscando ampliar a marca, o time do principado vai receber o Olympique de Marselha no próximo domingo (27). Já o Metz busca os primeiros pontos no campeonato visitando o Caen, no sábado (26), no Gaston Gérard.

Lyon 3 x 3 Bordeaux

Em um jogo recheado de brasileiros, o Lyon dos brasileiros Marcelo, Fernando Marçal e Rafael empatou com o Bordeaux de Malcom, Jonathan Cafu e Otávio. Os donos da casa começaram o jogo imprimindo um ritmo frenético, decididos a liquidar a fatura o quanto antes.

Logo aos 10’, Fekir tentou o gol que nem Pelé fez. Do meio de campo, o capitão do Lyon mandou direto para as redes, encobrindo o golerio Costil e abrindo o placar. O ímpeto continuou até os 23’, quando Memphis Depay, que na temporada passada também havia marcado do meio de campo na goleada por 4 a 0 diante do Toulouse, levantou uma bola na área em uma falta cobrada do lado esquerdo do ataque e Kenny Tete mandou para as redes, ampliando a vantagem.

Quando o jogo já estava encaminhado, os ânimos se esquentaram em campo. Darder recebeu o cartão amarelo aos 33’ e foi advertido com o vermelho apenas três minutos depois, deixando o Lyon com um jogador a menos. O Bordeaux ainda diminuiu no fim da primeira etapa. Aos 41’, em cobrança de falta, Malcom acertou a barreira. No rebote, o brasileiro mandou direto para o gol e contou com um desvio na defesa para marcar o primeiro gol dos visitantes.

No segundo tempo, mesmo jogando com um a menos, o Lyon parecia ter o controle do jogo. Traore, em cobrança de falta aos 30’, ainda fez mais um, deixando o time da casa com dois gols de vantagem. Quando tudo parecia definido, o Bordeaux marcou duas vezes nos cinco minutos finais. Aos 43’, em cruzamento de Pellenard, Lerager dominou dentro da área e mostrou categoria ao deslocar os marcadores e mandar para o fundo das redes. Nos acréscimos, aos 46’, Malcom mandou um lindo chute de fora da área e fez o segundo dele, garantindo o empate para os girondinos.

Montpellier 1 x 1 RC Strasbourg

No confronto entre as duas equipes que ocupam o meio da tabela, Montpellier e Strasbourg ficaram no empate. Aos 24’ do primeiro tempo, em rápida triangulação ofensiva, Idriss Saadi coloca o recém-promovido Racing Strasbourg na frente.

Os donos da casa igualaram no segundo tempo. Em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo do ataque, Pedro Mendes subiu mais que os defensores e escorou de cabeça para Congre, que se antecipou ao goleiro Kamara e fez o gol de empate do Montpellier.

Nice 2 x 0 Guingamp

Para buscar a primeira vitória nesta temporada da Ligue 1, o técnico Luciano Favre promoveu a estreia de Wesley Sneijder, e o novo camisa 10 do Nice foi pé-quente. Mesmo com mais chances de gol, os donos da casa só abriram o placar no final do primeiro tempo. Aos 45’, em jogada bem trabalhada e com muitas trocas de passe, a bola sobrou nos pés de Plea, que mandou para o fundo das redes.

Na volta do intervalo, aos 2’, Plea fez boa jogada pela esquerda e parou no goleiro Johnsson. Mas, no rebote, a bola foi desviada para a área e sobrou nos pés de Rémi Walter, que com um leve toque ampliou. Mais tarde, aos 20’, Luciano Favre promoveu a entrada de Mario Balotelli, mas o placar não sofreu alterações até o final.

O foco do Nice agora vai para o jogo contra o Nápoli, terça-feira (22), valendo uma vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA. No jogo de ida os italianos venceram por 2 a 0.

Rennes 2 x 2 Dijon

Rennes e Dijon empataram no Roazhon Park, no sábado (19). Diante 16.888 expectadores, os donos da casa saíram na frente aos 14’. Em uma bola enfiada em profundidade de Amalfitano para Sarr, o senegalês cruzou rasteiro para o meio da área e Mubele abru o placar. O congolês ainda ampliou no final do primeiro tempo, aos 46’, quando veio conduzindo a bola no lado esquerdo do ataque e chutou de cobertura, batendo o goleiro Reynet.

Na etapa complementar foi a vez do Dijon. Logo aos 5’ em jogada de Sliti, Chafik chuta para o gol e obriga o goleiro Diallo a trabalhar. No rebote, o sul-coreano Kwon mostra oportunismo e diminui para o Dijon. O empate veio somente nos acréscimos, aos 47’. Benjamin André derruba Sliti dentro da área e o árbitro Thomas Leonard marca pênalti. Julio Tavares bate e dá números finais à partida.

St. Etienne 3 x 0 Amiens

O St. Etienne dos brasileiros Hernani e Gabriel Silva segue fazendo uma temporada impecável na Ligue 1. O time ainda não sofreu gols na competição com o catalão Óscar García no comando. Os donos da casa saíram na frente logo aos 13’ da etapa inicial, com Bamba, em cobrança de pênalti. Aos 40’, em outra penalidade máxima, Dabo ampliou.

Na etapa complementar, aos 66’, em uma jogada de velocidade, Hamouma divide com o goleiro Gurtner e a bola sobra nos pés de Dabo que, livre, só tem o trabalho de tocar para as redes. Os brasileiros do St. Etienne começaram no banco, mas ambos entraram na segunda etapa.

O próximo desafio dos comandados de Óscar García é o PSG, em Paris, na próxima sexta (25). Lanterna da competição, o Amiens recebe o Nice em casa, no estádio La Licorne, no sábado (26).

Troyes 0 x 1 Nantes

Claudio Ranieri, enfim, venceu sua primeira partida na Ligue 1 comandando o Nantes. Na estreia do brasileiro Andrei Girotto, o Nantes ficou com um jogador a menos desde os 34’ da primeira etapa, quando o nigeriano Awazien chegou atrasado em uma entrada em Grandsir e viu o árbitro Sébastien Desiage mostrar-lhe o cartão vermelho direto.

Apesar da desvantagem numérica, os visitantes deram trabalho ao goleiro Samassa. O gol saiu aos 36’, com Emiliano Sala. O argentino aproveitou cruzamento de Alcibiade pela direita e fuzilou a meta do Troyes. Artilheiro do time com 12 gols no último campeonato francês, o atacante ex-Bordeaux marcou pela primeira vez nesta temporada.

Lille 0 x 2 Caen

Mesmo recheado de jovens promessas e comandado por Marcelo Bielsa, o Lille foi surpreendido pelo modesto Caen, que conquistou uma importante vitória fora de casa e somou os primeiros pontos nesta Ligue 1.

Com os brasileiros Thiago Maia e Luiz Araújo em campo, o Lille sofreu um gol logo aos 5’. Em cobrança de escanteio, Da Silva subiu mais que a defesa adversária e desviou para as redes. Mesmo com mais posse de bola, o Lille pouco criou diante da proposta defensiva do Caen, que ainda ampliou aos 24’ da segunda etapa. Em cruzamento de Guilbert pela direita, Rodelin cabeceou e Santini, na pequena área, estufou as redes.

Com apenas uma vitória em três rodadas, ambos os times encontram-se na metade da tabela.

Olympique de Marselha 1 x 1 Angers

O Olympique de Marselha, do brasileiro Luiz Gustavo, recebeu o Angers no Velódrome neste domingo (20). Os donos da casa dominavam as ações, mantendo mais de 60% de posse de bola, e abriram o placar aos 17’, quando Sanson veio driblando pela direita do ataque e cruzou na área para Njie, que ajeitou a bola com um toque, livrando-se da marcação, e arrematou no canto esquerdo do goleiro Letellier, que nada pôde fazer.

Mas o Angers surpreendeu o Marselha aos 25’ da etapa complementar. O canhoto Ekambi aventurou-se pela direita e, ao receber a bola, trouxe para o meio e bateu de esquerda da entrada da área, marcando um belo gol e igualando o marcador.

O jogo terminou sem outras alterações no placar. No final, aos 49’, o atacante Lucas Ocampos cometeu falta dura no campo ofensivo e foi penalizado com o cartão vermelho direto pelo árbitro Jérôme Miguelgorry.

PSG 6 x 2 Toulouse

O pré-jogo foi cheio de homenagens no Parc des Princes. Primeiro ao meio-campista Matuidi, que deixou o PSG negociado com a Juventus (ITA). À paisana, ele entrou em campo pela última vez e recebeu o carinho da torcida, que estava mesmo para ver Neymar jogar em casa pela primeira vez com a camisa do time parisiense. Antes da bola rolar, um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do atentado de Barcelona – como foi de praxe em toda a rodada.

Após o apito inicial a torcida viu o que esperava, um show de ataque do PSG contra um Toulouse armado para se defender. O único lance que assustou o torcedor parisiense foi aos 17’, quando Amian cruzou da direita do ataque, Gradel recebeu dentro da área e chutou de primeira, colocando o time visitante na frente. A partir daí foi praticamente um jogo de ataque contra defesa. A igualdade, porém, veio aos 31’. Neymar toca de calcanhar para Rabiot, que chuta cruzado. O goleiro Lafont consegue rebater, mas a bola volta para os pés do brasileiro que só manda para as redes. Na comemoração, o camisa 10 do PSG aponta para a tribuna e comemora à la Matuidi, prestando-lhe uma bonita homenagem. Pouco depois, aos 35’, virada do PSG. Após tabelinha com Neymar, Rabiot chuta de fora da área e desta vez faz o gol.

Na segunda etapa, aos 25’, Marco Verratti leva o segundo amarelo e é expulso do jogo. Mesmo com inferioridade numérica, o PSG continua pressionando. Aos 30’, Neymar é derrubado na área após uma jogada individual e o árbitro Amaury Delerue marca pênalti. Na cobrança, Cavani amplia a vantagem dos donos da casa. Aos 34’ o Toulouse ainda conseguiu descontar. Em cobrança de escanteio, Julien cabeceia, a bola desvia no capitão Thiago Silva e entra. Gol-contra do brasileiro.

Mas o PSG não se deixa abater e continua na ofensiva. Aos 37’ Di Maria encontra Pastore na meia-lua. O argentino recebe e bate com curva, marcando um belíssimo gol. Dois minutos depois, Neymar cobra escanteio pela esquerda do ataque, Kurzawa na área bate de voleio e faz uma pintura. No final do jogo, aos 90’, o camisa 10 do PSG ainda teve chance de deixar um gol com sua assinatura. Recebeu dentro da área de Dani Alves e executou linda jogada individual, livrando-se de seis defensores e marcando novamente: vitória dos donos da casa por 6 a 2.

Dois gols, dois passes decisivos e um pênalti sofrido e uma estreia no Parc des Princes para ficar na história. Líder e dono do melhor ataque da competição, com 11 gols em três rodadas, o PSG recebe o St. Etienne na sexta (25), que ainda não sofreu gols na competição. Já o Toulouse tenta se recuperar da goleada recebendo o Rennes, no sábado (26), no estádio Municipal.

Johnny Katayama

Sobre Johnny Katayama

Johnny Katayama já escreveu 72 posts nesse site..

Johnny Katayama é jornalista, locutor e apaixonado por esportes – defutebol e basquete até hipismo e xadrez. Entusiasta dos eSports ejogador amador de League of Legends. Narrador e repórter nastransmissões da TV MundoVôlei. Autor do livro: “Galo Guerreiro – osúltimos campeões estaduais da história do futebol profissional deMaringá” (2012).

BetWarrior

Johnny Katayama
Johnny Katayama
Johnny Katayama é jornalista, locutor e apaixonado por esportes – defutebol e basquete até hipismo e xadrez. Entusiasta dos eSports ejogador amador de League of Legends. Narrador e repórter nastransmissões da TV MundoVôlei. Autor do livro: “Galo Guerreiro – osúltimos campeões estaduais da história do futebol profissional deMaringá” (2012).

Artigos Relacionados

Topo